X

Preparador físico testa positivo e Pella e Dellien estão fora de Cincinnati

Quarta, 19 de agosto 2020 às 19:45:09 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

De acordo com o jornalista argentino Sebastian Torok, o preparador físico argentino Juan Galván, que trabalha diretamente com o argentino Guido Pella e o boliviano Hugo Dellien, testou positivo para COVID-19 e os tenistas foram "afastados" do Masters de Cincinnati.



Juan Manuel Galván, conhecido por Tito, está assintomático, porém já está isolado em Nova York.

Pella, que foi para os Estados Unidos em 08 de agosto, com primeira parada na Flórida, na companhia de Galván e de seu treinador, José Acasuso, e no estado norte-americano, está negativo para a doença após dois testes. Hugo Dellien, por sua vez, trabalhou diretamente com Galván já em território norte-americano e por isso também foi retirado da chave do torneio em Cincinnati. O boliviano também está negativo para a doença.

Apesar de assintomático, Galván foi retirado da "bolha" em Nova York. Acasuso, que dividia o quarto de hotel com o preparador físico, testou negativo até o momento para a doença, mas permanecerá em quarentena por 14 dias.

Pella, Dellien e Acasuso serão testados para COVID-19 durante os próximos 14 dias, e se se mantiverem negativos para a doença, os dois atletas e o treinador argentino, poderão disputar o US Open, já que a quarentena acaba pouco antes do início do Slam nova-iorquino.


banner
banner