X
banner

'Definitivamente dói', lamenta Murray

Quarta, 29 de junho 2022 às 18:35:14 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Pela primeira vez o britânico Andy Murray foi eliminado antes da terceira rodada de Wimbledon e pela primeira vez em nove jogos caiu diante do gigante John Isner. Nesta quarta-feira ele lamentou a queda em quatro sets diante do rival de 2,08m.



"Fiquei muito bravo depois do Aberto dos EUA no ano passado. Provavelmente mais do que estou agora. Estou decepcionado agora. Obviamente, queria me sair bem aqui. Adoro jogar em Wimbledon, uma superfície em que ainda posso competir com os melhores caras. Definitivamente, definitivamente dói", disse o britânico após a queda por 6/4 7/6 (7/4) 6/7 (7/3) 6/4.

“Eu não saquei bem nos primeiros sets, enquanto ele serviu extremamente bem, como esperado. No quarto set, ele não deveria ter perdido o jogo no saque quando estava com 30 a 0. Perdi algumas bolas e um backhand que não deveria ter perdido.

Ele serviu extremamente bem quando tive oportunidades, então não tive muitas opções. Não tive sucesso com seus segundos saques”.

Ao ser perguntado se voltará a jogar Wimbledon, ele não soube dizer: "Depende do meu físico. Se eu me sentir bem, vou tentar continuar jogando. É extremamente difícil fazer previsões a longo prazo depois dos problemas que tive com meu corpo. Se estou bem fisicamente, vou jogar. Não é fácil manter-me em condições ideais para competir ao mais alto nível.”

Sobre seus planos, ele disse: "Eu não sei, honestamente. Quero tentar melhorar minha classificação para o nível em que serei cabeça de chave nos Grand Slams. Esse era o meu objetivo depois de Miami. Espero estar nessa posição para o US Open, se não para o Australian Open. Vim para Wimbledon acreditando que poderia me sair bem."

banner
banner