X

Melo bate recorde nacional com o 58º Slam, na Austrália

Segunda, 17 de janeiro 2022 às 16:03:06 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Pela 14ª temporada, o mineiro Marcelo Melo está em Melbourne para a disputa do Australian Open. Será o 58º Grand Slam que jogará em sua carreira.



Desde 2007 e até o ano passado, além dos 13 na Austrália, foram 15 Roland Garros, 14 Wimbledon e 15 US Open. Números que o colocam como recordista brasileiro no total de participações nos quatro principais torneios do circuito. E Melo já comemorou dois títulos: Roland Garros 2015, com o croata Ivan Dodig, e Wimbledon 2017, com o polonês Lukasz Kubot.

Nesta edição, Melo retoma a parceria no torneio com Dodig, com quem formou dupla no Australian Open de 2013 a 2016. Foram semifinalistas em 2015, no melhor resultado do mineiro em Melbourne. E Dodig busca mais um título no Grand Slam australiano: foi campeão no ano passado com o eslovaco Filip Polasek. Melo e Dodig voltaram a jogar juntos em outubro de 2021, após cinco anos.

“Mais um ano aqui no Australian Open. Vamos! Treinando e nos preparando para esse primeiro jogo em Melbourne”, afirma Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro e BMG, com apoio da Volvo, Head, Voss, Asics e Confederação Brasileira de Tênis.

Melo e Dodig jogam como cabeças de chave número 9 e aguardam a definição do dia de estreia. A partida da primeira rodada será diante do francês Adrian Mannarino e do monegasco Hugo Nys. Em 2021, ao lado do romeno Horia Tecau, Melo chegou até as oitavas de final.

A dupla está na Austrália desde o início deste mês, preparando-se para o Grand Slam. Em Adelaide, Melo e Dodig disputaram dois ATP 250, finalistas no primeiro e semifinalistas no segundo, com cinco vitórias e boas atuações.

Além de Marcelo, mais três brasileiros disputam duplas no Australian Open este ano, todos no mesmo lado da chave: o também mineiro Bruno Soares e a parceria formada pelo gaúcho Rafael Matos e o paulista Felipe Meligeni, que pode vir a ser adversária de Melo e Dodig na segunda rodada.

No ranking mundial individual de duplas divulgado nesta segunda-feira (17) pela Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), Melo está em 24º lugar, com 2.915 pontos. Dodig é o 13º, com 5.115 pontos.

Cinco vitórias em 2022 – No início da temporada 2022, Melo e Dodig somam cinco vitórias nos dois ATP 250 na cidade australiana de Adelaide. Já disputaram sete torneios desde que retomaram a parceria: o Masters 1000 de Indian Wells, nos Estados Unidos (semifinal),  o ATP 250 de Antuérpia, na Bélgica (quartas de final), o ATP 500 de Viena, na Áustria, o Masters 1000 de Paris, na França, e o ATP 250 de Estocolmo, em que pararam na primeira rodada, todos em 2021. E os dois, agora, em Adelaide (final e semifinal). Ao longo da parceria entre as temporadas de 2012 e 2016, Melo e Dodig  foram campeões de Roland Garros, em 2015, ano em que o mineiro assumiu pela primeira vez a liderança do ranking, finalistas de Wimbledon, em 2013, e do ATP Finals, em 2014. Campeões em Masters 1000 – Cincinnati e Canadá (2016), Paris (2015) e Xangai (2013). E do ATP 500 de Acapulco (2015).  

banner
banner