X

Após 7h de reunião, parte do Conselho da ATP renuncia. Djokovic permanece

Sábado, 29 de junho 2019 às 16:13:09 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

A crise no Conselho dos Jogadores da ATP parece estar chegando ao fim. Nesta sexta-feira, uma reunião considerada crucial para o futuro do esporte foi realizada em Wimbledon, no conhecido Board em que todos os membros precisam estar presentes.



Leia mais

Stakhovsky renuncia: 'É triste ver que ganhos e vinganças pessoais no coração do Conselho'

Haase deixa Conselho: 'Nossa representação não está no nível certo'

A reunião, informa parte da imprensa presente em Londres, durou mais de 7h e segundo fontes da imprensa francesa foi tomada por discussões. Neste sábado, nas primeiras horas da manhã, o holandês Robin Haase se pronunciou através das redes sociais anunciando sua renúncia.

Horas depois, passou a veicular na imprensa britânica a informação de que o escocês Jamie Murray, muito descontente com os rumos tomados pela presidência de Novak Djokovic no Conselho, também entregou o cargo de representante dos jogadores do top 100 de duplas, posto que dividia com o mineiro Bruno Soares. Murray não veio a público negar ou confirmar a informação até o momento, porém, Djokovic confirmou sua saída em entrevista coletiva.

O sérvio foi uma das estrela a passar pela sala de imprensa de All England Club e falou sobre o momento conturbado no Conselho: "Entendo as saídas de Daniel [Vallverdú], Jamie [Murray] e Robin[Haase]. Para que vocês possam entender: ontem tivemos uma reunião que começou às 17h e se estendeu até a meia noite. Eu fiquei incomodado porque houve vazamento de informações e isso prejudica a confidencialidade do grupo. Não há nada a esconder, mas muito do que se fala deveria ser confidencial. É uma pena ver alguns saindo. Eu considerei deixar o Conselho. Minha equipe quer isso, obviamente, mas há algo dentro de mim que me pede para seguir. Estamos numa fase de transição e acredito que como jogador top, posso ser de muita ajuda para meus companheiros, por isso, sigo".

Representante dos treinadores, o venezuelano Daniel Vallverdú desistiu do seu posto e o fez publicamente através das redes sociais: "Eu gostaria de informar que estou saindo do Conselho de Jogadores da ATP. Estou muito orgulhaso de ter representado todos os treinadores com minhas melhores habilidades. De qualquer modo, eu decidi finalizar meu envolvimento. Desejo ao Conselho o melhor", publicou em sua conta no Twitter.


No fim do dia, Sergyi Stakhovsky também decidiu sair (leia mais) e citou "ganhos pessoais e vingança" presentes no "coração" do Conselho.