X

Djokovic fala em volta por cima de Gimelstob e diz que Kermode pode voltar

Segunda, 06 de maio 2019 às 13:40:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O número 1 do mundo e presidente do Conselho dos Jogadores da ATP, o sérvio Novak Djokovic, foi confrontado pelos jornalistas sobre sua posição em relação a renúncia do norte-americano Justin Gimelstob no Board da ATP.



Representante dos jogadores no Conselho Diretivo da ATP (Board), Gimelstob era o favorito de Novak Djokovic para assumir o posto de CEO da empresa que comanda o tênis masculino, mas desde fevereiro tem sido criticado por nomes importantes do circuito, incluindo ex-atletas. Na semana passada, após mais repercussões negativas a respeito de uma condenação na justiça norte-americana por agressão, Gimelstob decidiu renunciar a seus cargos na ATP e Djokovic falou sobre a situação.

"De acordo com as circunstâncias, por parte dele, foi uma decisão correta, pois este foi o assunto quente do período recente. E é lamentável porque ele provavelmente foi o maior ativo que os jogadores o tiveram como representante nos últimos 10 anos. ", declarou p sérvio à imprensa em Madri.

"Ao mesmo tempo, este é o tipo de circunstâncias infelizes e ele precisa voltar e resolver esta situação, e tendo resolvido este caso, tentar achar o equilíbrio e o estado de espírito andes de ele eventualmente tentar sua volta", seguiu.

"Acredito que neste momento era melhor ele desistir porque o caso todo estava apenas colocando muita pressão e obstáculos para o circuito como um todo, mas especificamente para os jogadores. E, sim, acho que foi uma boa decisão", completou.

Questionado se o atual CEO da ATP, o britânico Chris Kermode, que teve a renovação de contrato rechaçada pelo Board (conselho administrativo da ATP) após forte atuação do sérvio e de Justin Gimelstob, poderia ser candidato a posto de CEo novamente, o sérvio considerou: "Eu acho que ele tem o direito de ser um candidato oficialmente para outro mandato. Não sei se ele quer fazer isso ou não. Mas sim, por que não? Precisamos de tantos candidatos de qualidade quanto possível. Será um processo importante para nós".