X

Meligeni reflete: 'Fizemos olimpíadas e mostramos nosso verdadeiro lugar'

Quinta, 09 de abril 2020 às 15:49:17 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Nesta semana, o ex-top 25, Fernando Meligeni, chamou a atenção do público de tênis no Twitter ao "reclamar" dos canais esportivos Sportv, que dedicou sua programação de reprises de jogos de tênis apenas a partidas disputadas pelo ex-número 1 do mundo, Gustavo Kuerten.

Na ocasião, Meligeni questionou porque jogos seus ou mesmo de nomes como Ricardo Mello, Flavio Saretta e Thomaz Bellucci não faziam parte da programação e viu a discussão ganhar defensores e críticos.

Hoje, a pouco, o ex-tenista publicou uma crônica em seu perfil no Instagram e a intitulou de "Quem somos", para refletir, como de costume, a respeito do pensamento médio do brasileiro sobre o esporte de maneira geral.

"Me entristece perceber que não consigo mostrar o grande problema que temos no esporte do Brasil. A arrogância de achar que somos tão bons que só podemos assistir os campeões mundiais ou desmerecer atletas em palavras ou atitudes", escreve ao início da publicação.

"Não somos o país dos Gugas ou Sennas. Fizemos olimpíadas e mostramos ao mundo nosso verdadeiro lugar e problemas", se assevera adiante.

Ao dizer que o Brasil não é o país do esporte, resume: "Não tratamos os esportistas com respeito, mas os cobramos em todas as competições e os esquecemos quando param. Os atletas são descartáveis".

Confira a publicação na íntegra:

Ver essa foto no Instagram

Quem somos Três dias atrás entrei em dividida no Twitter ao dar minha opinião contra a Sportv que colocava apenas jogos do Guga para reprisar. Para minha tristeza ao invés de conseguir que as pessoas entrem em debate tive que ler coisas ridículas. Sinceramente não me preocupo com as críticas ou elogios nesse episódio, me entristece perceber que não consigo mostrar o grande problema que temos no esporte do Brasil. A arrogância de achar que somos tão bons que só podemos assistir os campeões mundiais ou desmerecer atletas em palavras ou atitudes. Quando uma pessoa diz que tendo o Guga não precisamos assistir Meligeni, Bellucci ou Saretta ou diz que tendo Senna pra que ver Rubinho mostra a ignorância que precisamos combater. Não somos o país dos Gugas ou Sennas. Fizemos olimpíadas e mostramos ao mundo nosso verdadeiro lugar e problemas. Nossos atletas lutaram e ganharam medalhas, mas não somos a potência que muitos acham, mentem ou acreditam ser. O nosso país não é do esporte, não é referência e não tem estrutura. Não temos um plano, não sabemos onde se precisa investir ou qual é a fórmula para formar atletas. Não tratamos os esportistas com respeito, mas os cobramos em todas as competições e os esquecemos quando param. Os atletas são descartáveis. Isso é um desabafo? Não. É o combate à pessoa que diz. É assim Fino, aqui não tem jeito. Tem. Uma empresa melhora porque alguém se propôs a mudá-la, um atleta evolui porque treinou muito mais. Um país cresce quando é melhor governado Se serve de alento. Seguimos tentando. Escutando besteira, desafiando o sistema. Perdendo amigos, mas dormindo em paz

Uma publicação compartilhada por Fernando Meligeni (@meligeni) em

banner
banner