X

Favorito, João Lucas Reis é o primeiro semifinalista em Salvador

Quinta, 28 de setembro 2017 às 17:48:46 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Depois de levar um susto na rodada anterior, o pernambucano João Lucas Reis, 117º do mundo e principal favorito ao troféu, passou com um pouco menos de dificuldade nesta quinta-feira pelas quartas de final.



O tenista que jogou Wimbledon, o evento mais tradicional do planeta, passou pelo brasileiro de 16 anos, Rafael Marques, por 6/2 6/4: "Foi um jogo duro também, ele tem boa direita, agressiva, mas consegui cometer poucos erros, fiz ele jogar ponto, sem dar nada de graça, saquei bem", avaliou o jogador que disputa pela quarta vez o torneio e que repete seu melhor desempenho do ano passado com a semifinal. Ele enfrenta o vencedor o brasileiro que nasceu e viveu em Quito, no Equador, até 12 anos de idade, Mateo Reyes, que tem 16 anos e é o oitavo pré-classificado. Reyes eliminou o quarto cabeça de chave, o argentino Boruch Skierkier por 7/6 (7/3) 6/1.

Reyes faz seu melhor resultado no circuito juvenil na sua carreira: "Estou bem feliz, foi um primeiro set pegado, saque a saque, ele me quebrou, fez 5/3, devolvi rápido a quebra, fui bem no tie-break e no segundo set. Este é meu melhor resultado no circuito, já tinha ido além em eventos menores. Já enfrentei o João Reis uma vez, acabei perdendo, será um jogo duro, mas vamos com tudo buscar a vitória e aprender bastante pois o João tem boa experiência e é um excelente jogador".

 

Baiana busca o troféu nos 16 anos - A baiana Thainá Carvalho se garantiu na decisão da categoria 16 anos nesta quinta-feira ao derrotar a brasileira cabeça de chave 1, Giovanna Jallas, por 6/4 6/0. Ela busca o troféu contra a tenista de Niterói (RJ), Isabella Mercante que virou sobre Livia Cavalcante por 3/6 6/2 6/1. A decisão será realizada já nesta sexta-feira.

No masculino, o também baiano Gustavo Schwebel acabou derrotado nas quartas de final da mesma categoria pelo principal pré-classificado, Bryan Aguiar, por 6/1 6/3. Schwebel, que treina no Clube Bahiano de Tênis, foi finalista ano passado da categoria 14 anos.

A categoria oferece pontuação para o ranking Sul-Americano do Cosat.

 

Tradição de revelar grandes talentos. Gustavo Kuerten já disputou torneio e fez final contra baiano - O Bahia Juniors Cup tem tradição de revelar grandes talentos do esporte do país. Pelo evento, que acontece desde 1985, já passaram nomes como Gustavo Kuerten, campeão na categoria 16 anos derrotando no terceiro set o baiano Duda Catharino Gordilho, Fernando Meligeni, Teliana Pereira, o atual número 1 do mundo e campeão de Wimbledon, Marcelo Melo Jaime Oncins, Flavio Saretta, André Sá, entre outros.

Ano passado os dois campeões foram brasileiros, Thiago Wild e Thaísa Pedretti, e fizeram bons papeis nos Grand Slams em 2017. Wild fez quartas em Roland Garros, ganhou importante torneio na Itália, em Santa Croce, e fez semi de duplas do US Open se consolidando entre os 20 melhores juniores do planeta e Pedretti passou rodada em Wimbledon entrando no top 50 da categoria. Participante em 2015, Felipe Meligeni foi campeão de duplas do US Open ano passado e campeão Sul-Americano na Argentina, e hoje já soma seus primeiros pontos no profissional assim como Wild e Pedretti.

banner
banner