X

Djokovic esbanja motivação após o pentacampeonato em Paris

Domingo, 03 de novembro 2019 às 20:18:36 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Neste domingo o sérvio Novak Djokovic derrotou o estreante em finais de Masters 1000 na decisão do torneio de Paris, último desta classe na temporada. Com uma carreira já invejável aos 32 anos, o sérvio esbanjou motivação.



“Acredito que tanto Denis como eu sacamos muito bem hoje, foi complicado ler seu serviço. Quanto ao meu saque, acho que tive minha melhor partida em todo o torneio, por isso foi tudo tão rápido, apenas dois sets com 6/3 6/4. É um grande resultado que não distingue tanto os dois jogadores, mas foi o suficiente para vencer a partida. Joguei um tênis sólido, sobretudo no segundo set, esperando que caísse sua porcentagem de primeiros saques, até que funcionou. Tentei variar muito, mas jogando de forma básica para não dar oportunidades. Foi, sem dúvidas, uma das minhas melhores atuações na semana”.

O título rendeu o 34º torneio de Masters 1000 para o sérvio, que fica novamente a apenas um triunfo do espanhol Rafael Nadal. “Cada um é diferente, ainda que o primeiro sempre é o primeiro. Não posso esquecer que a de hoje também é uma grande vitória, não deve ser vista como algo normal ou comum. É um privilégio levantar esses grandes troféus, esta é uma das principais razões pelas quais sigo jogando a nível profissional. Amo o tênis, amo jogar o tênis, pratica esse esporte”, revelou o sérvio, ressaltando em seguida toda sua motivação para seguir no circuito.

“Adoro treinar, estar no circuito, ser profissional, lutar pelo número 1 do mundo e por Grand Slams, participar desses grandes eventos, tudo isso que muda nossas vidas. É preciso adaptar seu estilo de vida por completo para ter uma pequena oportunidade de levantar esses troféus. Até agora, tive o privilégio de contar com o apoio de toda minha família e meus entes queridos., pois é preciso de um equilíbrio entre a vida dentro e foda de quadra. Agora sou pai e as coisas mudaram em termos de prioridades, no que realmente importa mais na vida. Preciso lembrar desses preciosos momentos, pois minha vida é muito diferente em relação aos anos anteriores”.

banner
banner