X

Nadal e Federer criticam Djokovic após saída de presidente da ATP

Segunda, 11 de março 2019 às 10:55:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

A saída do presidente da Associação dos Tenistas Profissionais, a ATP, Chris Kermode, que será consumada no fim doano, vem provocando burburinho no meio dos jogadores. Neste domingo tanto Rafael Nadal quanto Roger Federer criticaram Novak Djokovic.



Para a imprensa suíça, Federer relatou que "infelizmente Djokovic não teve tempo de me encontrar. É difícil de entender...", afirmou o suíço: "Pedi uma reunião com ele, infelizmente não teve tempo, muito ocupado. Ele me sugeriu reunir depois, mas tudo estava decidido. Não nos encontramos ainda e o torneio já começou", seguiu Federer que não gostou da saída de Kermode.

Djokovic é o presidente do Conselho dos Jogadores da ATP e peça importante na tomada de decisões da entidade. Nos últimos meses parte do circuito se voltou contra Chris Kermode por conta de mudanças na estrutura do circuito.

"Estou interessado em saber o que teve por trás disso, porque aconteceu algo como isso. Tenho que pensar em como poderia estar mais envolvido de novo no futuro, mas estar envolvido sem ser na política. Não quero ficar o tempo todo, mas também não me mostrar desinteressado. Tenho que me informar e fiz isso nos últimos dias. Conversei com o Rafa (Nadal), estamos com o pensamento em comum, é importante para mim e para ele".

Rafael Nadal concordou com Federer e criticou indiretamente o sérvio: "Sou honesto e sei que não posso dizer muito porque decidi me desligar da política nesse assunto, mas me decepcionou muito que ninguém tenha me ligado para me informar disso, da qual verdadeira razão pela qual Chris não estará mais conosco. Os jogadores que estão no Conselho representam todos e para tomar essa decisão devem falar com todos". 

"Se tem muitos jogadores na mesma situação que eu é provável que o Conselho não tenha feito bem o seu trabalho. Com 18 anos nesse mundo tenho uma perspectiva que pode ajudar a saber o que necessitamos, não tenho interesse pessoal". 

 

 

banner
banner