X

Djokovic bate português Sousa e espera Federer nas 4ªs do US Open

Segunda, 03 de setembro 2018 às 17:33:34 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Bicampeão do US Open(2011 e 2015), o ex-número 1 do mundo e atual sexto, o sérvio NOvak Djokovic, parou a campanha histórica do português João Sousa, 68º, e se garantiu nas quartas de final onde espera pelo suíço Roger Federer.



Sofrendo com o calor de média de 33ºC e umidade relativa do ar em 87% durante a partida, que joga a sensação térmica para 38ºC, Djokovic precisou de 1h59 para fechar o placar em 6/3 6/4 6/3 tendo convertido nove  aces contra quatro do tenista lusitano, que cometeu cinco duplas-faltas contra uma do sérvio, que siparou 23 bolas vencedoras contra 21 de Sousa, que cometeu 28 erros não-forçados contra 18 de Nole.

Enquanto Djokovic entrava em quadra pela 45ª vez na carreira para disputa a fase de oitavas de final de um torneio do Grand Slam, Sousa entrava com o orgulho de ser o primeiro português a jogar nesta fase em um Grand Slam. Desta forma, o sérvio entrou arriscando na devolução e conquistou a quebra já no terceiro game, abriu 3/1 e seguiu sólido no saque, sem dar muitas chances ao português, que voltou a ser quebrado no nono game.

Na segunda parcial, a partida ficou ainda mais equilibrada, com Sousa sustentando bem na linha de base e sacando firme. Djokovic, por sua vez, trabalhou com saques colocados e pressionou movimentando a bola. O português conquistou a quebra de saque no terceiro game, mas não confirmou o saque na sequência. O equilíbrio se manteve até o nono game, quando os dois atletas demonstravam grande desgaste em relação ao calor, e Sousa foi quebrado com certa facilidade após sequência de forehands de Djokovic.

Na parada do segundo para o terceiro set, os tenistas foram para o vestiário se refrescarem e trocar de uniforme. Djokovic, que já parecia estar sentindo mais o calor voltou para quadra  no fim do primeiro game avisou o árbitro que precisaria ter atendimento médico. O atendimento foi feito na pausa do terceiro game, fora de quadra e aparentemente Djokovic sofreu com alteração de pressão arterial. A partida voltou, seguiu equilibrada, até o oitavo game, onde com três belas devoluções, o sérvio conquistou a quebra e sacou firme para fechar a disputa.

banner
banner