X

Ramos vira sobre Sousa, frustra torcida e vai à final do Brasil Open pela 1ª vez

Sábado, 04 de março 2017 às 16:37:09 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Por Ariane Ferreira - Numa batalha de 3h01 de partida, o espanhol Albert Ramos, 24º do ranking da ATP, superou de virada o português João Sousa, 37º, pelo placar de 6/7 (5) 7/5 6/2. O espanhol chega a sua primeira final do torneio.



Sousa teve um inicio de jogo firme, devolvendo com forehand e buscando movimentar o espanhol, que foi quebrado no segundo game e viu o tenista luso abrir 3/0 no placar. Batalhador e habituado a altitude de São Paulo, Ramos sacou aberto e dificultou a vida do rival e passou a devolver bolas altas no backhand do português, que sentiu a variação cometeu erros e acabou sendo quebrado de volta no quinto game.

O jogo seguiu duro, com os tenistas se levando à igualdades dos games e variando jogadas agressivas, subidas à rede, alguns slices e longas disputas. Sousa precisou salvar dois breakpoints no nono game e outros quatro no décimo primeiro game, com direito a ponto polêmico, mas viu o set se encaminhar ao tiebreak.

Ali, apoiado pela torcida, conquistou a mini-quebra em forehand pra fora do espanhol no segundo ponto, mas ficou na rede no quarto, viu o espanhol devolver o mini-break e assumir o placar do tiebreak em uma bela disputa no quinto ponto. Trocaram dois mini-breaks entre o sétimo e o décimo ponto. Ate que em erro no forehand do espanhol, Sousa sacou e fechou o primeiro set.

A parcial, com duração de 1h27, foi mais longa que as duas partidas anteriores do português no torneio paulistano.

No segundo set, Sousa começou melhor e mais sólido. Conquistou a quebra de saque no terceiro game, fez 3/1 e viu a partida se interrompida por uma chuva forte e rápida. Não durou cinco minutos.

Na volta, Ramos devolveu a quebra no sexto game e a partida voltou a ficar dura. Sousa voltou a quebras o saque do espanhol no nono game e sacando para a partida precisou salvar três breakpoints, mas não encaixou seu primeiro serviço nenhuma vez e acabou quebrado e não fez muito mais no set.

Na terceira etapa, a disputa seguiu dura. Até que Ramos trabalhou com forehands na cruzada, viu o português errar com backhand, conquistou a quebra no quarto game e fez 4/1 no placar. O espanhol seguiu firme no saque administrando a vantagem e voltou a quebrar o saque do português no sétimo game.

Na grande final, Ramos aguarda pelo vencedor do duelo entre o principal favorito da chave, o espanhol Pablo Carreño Busta, e o atual bicampeão do torneio, o uruguaio Pablo Cuevas.

banner
banner