X

Bjorkman: 'Assim como em Cincinnati, temos condições de bater Murray'

Segunda, 14 de novembro 2016 às 15:07:56 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O treinador de Marin Cilic tenta passar confiança a seu pupilo nessa fase de preparação para a estreia no ATP Finals frente ao local e número 1 do mundo, Andy Murray. O sueco se ampara na vitória de Cilic sobre o britânico em Cincinnati como discurso motivacional.



O sueco e ex-número 1 do mundo em duplas, Jonas Bjorkman, em entrevista ao diário escocês “Evening Express”, comentou sua expectativa em ver o seu atual pupilo, o croata Marin Cilic (7°), frente a seu ex-comandado, o britânico Andy Murray (1°). Marin Cilic foi um dos poucos jogadores que conseguiram uma vitória pra cima do atual número 1 nesta temporada, o triunfo veio no Masters 1000 de Cincinnati deste ano, onde justamente no duelo valendo o troféu, o croata saiu vencedor por dois sets a zero, parciais de 6-4 e 7-5.

Antigo treinador de Andy Murray, em 2015, Bjorkman encara com alegria e entusiasmo a chance de enfrenta-lo mais uma vez, ainda mais é um torneio tão importante no calendário. “Desta vez as coisas serão diferentes, mas tenho certeza que será divertido. Meu relacionamento com Andy e com sua atual equipe. Estou feliz por ele ter alcançado o tão sonhado primeiro posto do ranking e sua segunda medalha de ouro olímpica, acredito que ninguém mais que ele mereça estar no primeiro lugar do ranking, tudo isso fruto de um trabalho diário incansável, principalmente nos últimos meses”, completa o sueco.

O croata Marin Cilic vem em um grande momento, mas Bjorkman tem certeza que Cilic não é o favorito e espera grandes dificuldades nessa partida. “Será um jogo difícil para Marin, mas como se trata de um ‘round robin’ é possível que Murray entre um pouco mais relaxado, e é aí que podemos surpreender, assim como fizemos em Cincinnati”, comenta Jonas Bjorkman.

Falando diretamente sobre o embate pelo posto de número 1 do mundo, ainda em aberto neste fim de temporada, Bjorkman aponta Murray como favorito a terminar o ano na ponta. “Sobre o Andy, eu não tenho dúvidas que ele está maduro e pronto para ser o número 1 do tênis mundial, os últimos meses foram chave para a atual posição dele no ranking, Djokovic aparenta estar em uma fase de mental mais irregular, já Murray está cada vez mais sólido, e quase não tem dado chance a seus adversários.”

Voltando ao assunto do jogo de estreia desta segunda, Bjorkman mostra um misto de otimismo com cautela: “É claro que a vitória em Cincinnati é um ponto chave para se trabalhar a estratégia deste jogo, mas existe várias coisas específicas a implementar, além disso, Murray joga em casa e todos estarão a seu favor”, conclui o sueco.

Andy Murray e Marin Cilic se enfrentam hoje ás 18h, horário de Brasília, Na arena 02 em Londres, em jogo válido pela primeira rodada do grupo John Mcenroe, do ATP World Tour Finals.

banner
banner