X

Djokovic minimiza lesão na virilha e diz que há longo caminho para jovens

Quinta, 28 de maio 2015 às 15:57:21 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

No segundo set da partida contra o luxemburguês Gilles Muller, 55º colocado, Novak Djokovic sofreu um escorregão e machucou a virilha. Pediu atendimento médico, enfaixou a coxa e após capengar por um curto período de tempo voltou ao normal.



Após marcar 6/1 6/4 6/4 sobre o rival e se garantir na terceira rodada de Roland Garros em Paris, o sérvio explicou o que aconteceu no 5/4 antes de servir para a segunda etapa: "Por sorte não é nada grande, então não preocupa para o próximo jogo", afirmou o tenista de Belgrado que emplacou sua 24ª vitória consercutiva e corre atrás do único Grand Slam que não possui.

"Não estava satisfeito com as condições que mudaram muito hoje, criando condições pesadas que fizeram com que a quadra ficasse mais úmida, bastante escorregadia. Quando isso aconteceu acabei dando umas deslizadas bem incomuns com as mudanças de direção. E (a lesão) ocorreu em um desses movimentos dinâmicos, e prendi o quadril um pouco. Por sorte não é nada sério e ficarei bem". 

O tenista afirmou que nunca ocorreu com ele cena no terceiro set quando a bola bateu nele, foi "por pura falta de concentração. Não sei no que estava pensando na hora". 

O próximo adversário do sérvio será o jovem Thanasi Kokkinakis, 84º colocado e de 19 anos, que venceu batalha com 8/6 no quinto set salvando três match-points contra Bernard Tomic.

Djokovic comentou sobre ele e os jovens talentos do tênis que para ele ainda precisam aprimorar o físico e consistência: "Esses jovens estão colocando seus nomes no tênis profissional e avançando nos últimos 12 meses com Kyrgios com vitórias sobre Nadal, Coric batendo Nadal e Murray. Isso merece respeito. Todos eles, Kyrgios, Kokkinakis, Coric, tem habilidades e potencial para serem tops, mas é um longo caminho pela frente. Eles têm um jogo completo, mas o esporte é muito físico hoje em dia e a consistência é chave na ordem para ser um top 5 ou top 10. eu gosto do Coric e como ele vem pros jogos. É muito maduro para alguém com 18 anos, treinei com ele algumas vezes e ele parece comigo naquela idade, é bem lutador, bem sólido dos dois lados. Está melhorando seu serviço. Para o tênis é bom ver alguém em sua idade, acho que ele será muito, muito bom". 

banner
banner