X

Federer sofre contra Schwartzman, mas vai á final na Turquia

Sábado, 02 de maio 2015 às 12:04:29 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O suíço Roger Federer, vice-líder do ranking da ATP, passou um sufoco diante do argentino Diego Schwartzman, 63º, mas se garantiu na final do estreante ATP 250 de Istambul, na Turquia. Na final, Federer aguardar por Grigor Dimitrov ou Pablo Cuevas.



Principal favorito da chave, Federer precisou de 1h55 para fechar o placar em 2/6 6/2 7/5 diante do argentino de 1,70m. O suíço converteu seis aces contra quatro do argentino, que venceu 74% dos pontos com primeiro serviço contra 77% de Federer.

Consistente, o argentino começou a partida pressionado, em seu primeiro game de saque saiu de um 0-30 e passou a ser mais agressivo buscando acelerar a bola, a postura deu certo e Schwartzman conquistou a quebra em erro do suíço e abriu 3/1 no placar. No sétimo game, o argentino voltou a pressionar na devolução, acelera e com um forehand na paralela e uma definição de backhand na cruzada conquistou nova quebra e sacou para o set em vantagem.

Na segunda etapa, Federer voltou à disputa visivelmente frustrado e irritado. O suíço que não é de reclamar, chegou a mandar uma bola longe após cometer erro bobo durante o segundo game, confirmado pelo argentino. No quarto game, mesmo irritado, Federer buscou variar as jogadas e conquistou sua primeira quebra na partida e abriu 4/1 no placar. No oitavo game, o suíço foi agressivo e bom belíssimo backhand na cruzada em devolução de saque conquistou a quebra e igualou a partida.

No terceiro e decisivo set o jogo mostrou-se muito duro. O jogo seguiu muito disputado, com os dois tenistas errando menos que nos sets anteriores e protagonizando belas trocas de bola. O suíço teve a chance da quebra de saque e de fechar a partida no décimo game, mas viu o argentino salvar a chance com backhand na paralela, mas foi mais efetivo no décimo segundo game e em erro de Schwartzman se garantiu na final.

Garantido na 128ª final da carreira, Federer buscará seu 85º título contra o vencedor da partida entre o búlgaro Grigor Dimitrov e o uruguaio Pablo Cuevas.

Schwartzman enfrentou o ídolo pela terceira vez na carreira, fez bela figura e saiu de quadra ovacionado pela torcida turca, que gritava "Diego! Diego!".

 

banner
banner