X

CBT anuncia subsídio para 2007. Ano terá 30 futures masculinos e 20 femininos

Terça, 28 de novembro 2006 às 18:06:50 AMT

Link Curto:

CBT
A Confederação Brasileira de Tênis anunciou nesta semana, as regras para realização de Torneios da série Future e Circuito ITF (Federação Internacional de Tênis) feminino para 2007. A entidade também informou que a próxima temporada pretende reservar 30 datas para eventos pequeno porte masculino e 20 para o tênis feminino.

Depois de ser citada oficialmente na reunião do Cosat neste mês de novembro, como a confederação nacional que mais trabalhou na América do Sul pelo desenvolvimento do tênis profissional masculino, com a realização de 22 Futures na temporada, a entidade decidiu dar um subsídio maior para que os eventos femininos também sejam valorizados no próximo ano.

Desta forma, a CBT irá pagar US$ 5 mil da premiação dos torneios femininos de US$ 10 mil e US$ 15 mil a serem realizados no país, além de manter o custeio dos honorários de arbitragem, das taxas da ITF e o fornecimento de bolas.

Com isso, a Confederação Brasileira de Tênis acredita que o número de torneios femininos aumente em 2007 e já solicitou a reserva de 10 datas para o primeiro semestre, pretendendo solicitar mais 10 para o período de agosto a dezembro de 2007.

No masculino já foram solicitadas 20 datas de janeiro a julho e outras 10 devem ser reservadas no segundo semestre, totalizando 30 Futures masculino e 20 femininos em território nacional na próxima temporada.

“Em 2006 tivemos 22 torneios Futures e todos puderam constatar que muitos tenistas brasileiros conseguiram fazer seu primeiro ponto na ATP ou subir no ranking sem sair de casa. Este sempre foi um dos problemas do tênis nacional- não ter evento de transição para os jogadores na fase mais difícil, quando poucos tem patrocínio para jogar fora do país” , disse Jorge Lacerda da Rosa, presidente da CBT, lembrando ainda a geração de empregos com o aumento de torneios. ” Além de auxiliar tenistas, estamos aumentando o mercado de trabalho na área, com árbitros trabalhando o ano todo, encordoadores sendo solicitados, trabalhadores de clubes e muitas outras funções que começam a ganhar serviço”.

“Já temos 75 tenistas no ranking da ATP, quase o dobro do número que encerrou a temporada de 2005, considerando aqueles que pararam de jogar ou foram para o tênis universitário neste ano, o que prova estarmos no caminho certo. Se tivermos uma base forte de torneios, naturalmente vamos trabalhando pela continuidade, com aumento no número de challengers, mas não adianta pensar em torneios maiores, nos quais a maioria dos jogadores do país não entra na chave. Se eles têm visibilidade na mídia através dos Futures realizados aqui, podem conseguir patrocínio para viajar e disputar os ATPs fora do Brasil” , concluiu Lacerda.

As regras e exigências da CBT para a realização dos torneios está à disposição dos interessados no site da CBT- www.cbtenis.com.br no link Regras e Regulamentos.

Fonte: Imprensa CBT
teninews.com.br
br.jooble.org