X

Retrospectiva Abril - A derrocada de Nadal no saibro

Sábado, 20 de dezembro 2014 às 10:52:41 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Mais uma temporada no saibro e a expectativa era que Rafael Nadal desgarrasse para uma série de títulos. Mas pela primeira vez em uma década, o Rei do piso foi destronado em torneios que não perdia, em Monte Carlo e Barcelona, perdendo para rivais que eram fregueses.

O mês começou com Teliana Pereira fazendo boa campanha no WTA de Charleston, no saibro verde, derrotando a top 30 Sorana Cirstea e parando nas oitavas diante da ex-top 5 Daniela Hantuchova.Em seguida, as meninas disputaram pela primeira vez o playoff para o Grupo Mundial II da Fed Cup, batalharam, mas caíram por 3 a 1 diante da Suíça em Catanduva (SP).

Sem Thomaz Bellucci, que passava por problemas físicos com o calor, o time do BRasil foi desfalcado enfrentar o Equador em Guayaquil na final do Zonal Americano da Copa Davis e venceu por 3 a 1 em duelo que contou com Rogério Silva como destaque ao vencer o jogo decisivo e suas duas partidas além do ponto na dupla com Marcelo Melo e Bruno Soares. Guilherme Clezar estreou, mas se machucou ao cair em quadra e lesionar a virilha, problema que o deixou meses afastado.

Flávio Saretta, aposentado há alguns anos, tentou um retorno, ganhando convite para challengers, mas não obteve sucesso, perdeu cedo nas simples e ficou por isso mesmo. Ele já havia disputado o quali do Brasil Open, também sem vitórias.

A queda de Nadal

Presença certa ao menos na final de Monte Carlo, Rafael Nadal foi derrotado diante do espanhol David Ferrer nas quartas do torneio onde tem oito títulos. Ele não caía diante do compatriota na superfície desde 2003. A final foi inédita para a Suíça, Roger Federer saiu na frente e Stan Wawrinka conseguiu a virada ganhando seu primeiro Masters 1000. Na semifinal, Novak Djokovic sentiu problemas no punho e preocupou, em derrota para Federer.

Logo a seguir, Barcelona poderia trazer a recuperação, mas Nadal novamente jogou com bolas curtas e foi batido pelo espanhol Nicolas Almagro, nas quartas de final, rival pelo qual nunca havia perdido na carreira. Estava sacramentada a dúvida perante o tenista para Roland Garros além dos vários questionamentos da imprensa. O japonês Kei Nishikori bateu o colombiano Santiago Giraldo na final do ATP 500.

Maria Sharapova foi destaque no mês ao levar o tricampeonato no WTA de Stuttgart, na Alemanha, derrotando Ana Ivanovic na decisão.

O mês marcou o anúncio de Novak Djokovic de que seria pai pelo mês de outubro.

Bellucci começou a ter bons resultados na Europa ao fazer quartas em Munique, na Alemanha.

A ITF anunciou um inédito torneio Masters para juvenis, com os oito melhores do ano, que acontecerá em abril de 2015 e terá o brasileiro Orlando Luz.
banner
banner