X

Virada épica de Rogerinho no US Open é destaque na retrospectiva da ATP

Domingo, 08 de dezembro 2013 às 15:03:19 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
A ATP (Associação dos Tenistas Profissionais) realiza no final do ano um série de reportagens especiais com a retrospectiva da temporada e neste domingo, quando o tema foi as grandes viradas do ano, um brasileiro apareceu como destaque ocupando a quarta colocação. Trata-se de Rogério Dutra Silva.

Rogerinho foi a Nova York desacreditado pois retornava de uma lesão no pé. Depois de furar o qualifying, ele enfrentaria na primeira rodada o canadense Vasek Pospisil, então top 40 e embalado por ter feito há algumas semanas a melhor campanha de sua vida no Masters de Toronto, onde chegou à semis.

Pospisil começou dominando o jogo na quadra 14 de Flushing Meadows, abriu 2 sets a 0 e dava a impressão de que venceria fácil, mas o brasileiro remontou na partida e, depois de salvar sete match-points, fechou o jogo em um tie-break dramático no quinto set: 4/6 3/6 7/6 (11/9) 6/2 7/6 (12/10).

Quem abre o Top 5 na quinta colocação é o britânico Andy Murray com sua vitória nas quartas de final em Wimbledon sobre o espanhol Fernando Verdasco por 4/6 3/6 6/1 6/4 7/5.

Em terceiro está a vitória de David Ferrer nas quartas de final do Australian Open sobre Nicolas Almagro. O tenista de Murcia sacou para a vitória três vezes, com 5/4 no terceiro set e com 5/4 e 6/5 no quarto, mas falhou em todas as oportunidades e acabou caindo diante do bravo e valente adversário: 4/6 4/6 7/5 7/6 (7/4) 6/2.

O segundo lugar foi para Novak Djokovic. O sérvio perdia para o tcheco Tomas Berdych por 6/2 5/3 nas quartas de final no Masters 1000 de Roma, mas conseguiu uma incrível recuperação e marcou 2/6 7/5 6/4.

E o primeiro lugar ficou com o espanhol Tommy Robredo, não por um jogo específico, mas pelo conjunto da obra. Em sua campanha em Roland Garros, onde só parou nas quartas de final diante de David Ferrer, o veterano venceu três jogos seguidos remontando um placar adverso de dois sets. A primeira batalha foi na segunda rodada diante do holandês Igor Siljsling, 6/7 (7/2) 4/6 6/3 6/1 6/1; na sequência, ele enfrentou o queridinho da torcida local, Gael Monfils, e marcou 2/6 6/7 (7/5) 6/2 7/6 (7/3) 6/2; e nas oitavas, diante de Nicolas Almagro, anotou 6/7 (7/5) 3/6 6/4 6/4 6/4.
teninews.com.br
br.jooble.org