X

Federer sai das cordas e vira batalha emocionante em Wimbledon

Sexta, 29 de junho 2012 às 17:23:01 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Por pouco o torneio de Wimbledon não ficou também sem Roger Federer antes das oitavas de final após a queda ontem de Rafael Nadal. O suíço hexacampeão do torneio esteve com dois sets abaixo a dois pontos da derrota, mas saiu das cordas e virou de forma sensacional.

Leia Mais:
Blog - Federer, mais coração do que nunca!
Suíço vibra com luta e noite especial em virada
Federer riu sem acreditar em derrota de Nadal
Siga o Tênis News no Twitter!

O natural da Basileia precisou de 3h34min para vencer o francês Julien Benneteau, 32º colocado, por 3 sets a 2 com parciais de 4/6 6/7 (7/3) 6/2 7/6 (8/6) 6/1 em duelo na quadra central com o teto retrátil fechado por conta do mau tempo.

Roger atinge a vitória 850 na carreira e a vitória 62 em Wimbledon ficando a uma do recordista de títulos do torneio, Pete Sampras (heptacampeão) e ainda um pouco longe de Boris Becker (71) e Jimmy Connors (84).

Nas oitavas de final na segunda-feira, o suíço mede forças contra o semifinalista de 2002, o belga Xavier Malisse, 75º colocado, que bateu o espanhol Fernando Verdasco em quatro sets.

São dez jogos entre os dois e Federer venceu nove, o último no saibro de Madri em 2011. O único jogo na grama foi exatamente em Wimbledon em 2003 com Federer vencendo em cinco sets. Na ocasião o suíço ganharia seu primeiro título na Inglaterra.

O jogo

Benneteau veio com um tênis irresistível indo pra cima de Federer. Após muita disputa ele conseguiu uma quebra no nono game e não falhou no serviço ao marcar 6/4.

Na segunda etapa Federer quebrou, fez 2/0, mas Benneteau foi pra cima, lutou, pediu um desafio acertado que poderia dar o game ao suíço, virou e conseguiu devolver a quebra para empatar. O francês então teve mais dois breaks ao longo do set salvos com bons saques de Federer. No 6/5 favorável ao suíço, três set-points e Benneteau se safou com ace, deixada e winner incrível. No tie-break um erro no primeiro ponto de Roger e outro no voleio deram 6 a 2 e o set foi pro francês por 7/6 (7/3) após esquerda na rede do suíço.

No terceiro set Benneteau sumiu do jogo, perdeu a intensidade e perdeu o saque com dupla-falta logo no primeiro game. Federer abriu 2/0 e tornou a quebrar com lance de sorte com bola na fita e na quadra do rival. Benneteau abriu um 0/30 no game seguinte, mas os saques salvaram. Federer fez 4/0 e bastou controlar para fechar por 6/2.

Na quarta etapa Federer seguiu sacando bem, mas Benneteau retomou o jogo que fez nos sets iniciais. Os dois foram confirmando até Benneteau pressionar no 12º game. Ele esteve por três vezes a dois pontos da vitória, mas Roger, na raça, sempre se safava. O jogo foi ao tie-break que outra vez foi bem disputado. Federer abriu 3 a 2 com miniquebra, mas errou voleio bobo deixando o rival virar e em seguida teve 5 a 4 e dois saques, mas cometendo novno erro. Todavia uma boa direita deu o set ao suíço que vibrou ao fazer 7/6 (8/6).

Na etapa final Benneteau resistiu apenas no primeiro game. Seu físico não mais aguentou, ele pedia atendimentos para massagear a coxa direita e cansado foi presa fácil para um Federer que voou e quebrou duas vezes definindo com erro do rival para delírio da torcida: 6/1.
banner
banner