X

Bate-Pronto – Zebras e polêmicas, como há muito não se via

Quinta, 28 de junho 2012 às 20:18:47 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Por Vitor Souza Paula

Atônito. Foi assim que eu e muitos que acompanharam o duelo entre Rafael Nadal e Lukas Rosol ficaram após da partida. Sem dúvida, a MAIOR ZEBRA dos últimos anos em um Grand Slam. E será difícil alguém bater esse feito tão cedo.

Nadal esteve em um péssimo dia, tanto no aspecto técnico quanto no mental, vibrando pouco e parecendo em alguns momentos até aceitar passivamente a derrota, o que raramente vemos no espanhol. Confesso que até o último instante acreditei em uma virada de Rafa, mas o eslovaco que ocupa apenas a 100ª posição do ranking manteve o sangue frio e fez uma grande partida, em especial no quinto set, sabendo administrar bem a vantagem que conseguiu com uma quebra logo no primeiro game. Nas palavras do próprio do espanhol, “ele (Rosol) jogou de forma INACREDITÁVEL hoje”. Reconhecimento merecido.

Não é raro vermos os tops jogando cinco sets contra um random qualquer nas rodadas iniciais de um Major – quem não se lembra daquele Federer x Falla na mesma Quadra Central do All England Club em 2010? – e mais cedo ou mais tarde uma catástrofe como essa iria acontecer. O que não torna o fato menos chocante.

Os demais favoritos estão firmes. Federer , Djokovic, Serena e Kvitova venceram bem suas duas primeiras partidas. Murray e Sharapova derraparam, mas nada muito fora do normal. Os dois tinham jogos duros para a segunda rodada contra rivais que podiam complicar - e complicaram! -, mas se saíram bem nos momentos importantes.

Polêmica da premiação - Gilles Simon teve a infelicidade de abrir a boca para ressuscitar um assunto que já estava encerrado há alguns anos, a igualdade de premiação entre homens e mulheres. Não vou nem me dar ao trabalho de defender as mulheres, até porque elas já fazem isso muito bem por conta própria. Só tenho um aviso a dar ao francês: a Serena é MUITO mais forte que você, rapaz, então espero que você não tenha o azar de cruzar com ela nos vestiários tão cedo – de um próximo torneio, é claro, porque em Wimbledon você já perdeu...

Aliás, o novo Conselho de Jogadores da ATP, eleito na semana passada, não parece estar muito bem servido. Além de Simon, outro tenista escolhido, o ucraniano Sergiy Stakhovsky, também também arrumou confusão, ao bater boca com o duplista Yves Allegro. E cá entre nós, o ex-parceiro de Roger Federer na Copa Davis tinha razão.

Tem sido um início agitado, com muitas zebras e polêmicas, como não víamos há algum tempo nos Grand Slams. Vejamos o que virá pela frente nos próximos dias.
banner
banner