X

Capitão da Rússia teme Bellucci e quer contar com Youzhny e Davydenko

Terça, 26 de julho 2011 às 16:12:43 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Por Fabrizio Gallas e Vitor Paula - Humildade e serenidade. Assim se apresenta Shamil Tarpischev. O capitão da Rússia da Copa Davis conversou com o Tênis News e mostrou respeito ao Brasil em duelo que valerá vaga no Grupo Mundial em 2012. O duelo será em Kazan em setembro.

Leia Mais:
Veja a íntegra com a Entrevista completa!
Read the interview in English!
Siga o Tênis News no Twitter!

Tarpischev, que comanda o time da Davis desde 1974 e acumula a função também de capitão da Federation Cup (versão feminina da Davis) há onze anos e presidente da Federação Russa, revelou não conhecer o time brasileiro em sua totalidade, mas teceu elogios a Thomaz Bellucci, número 1 do país e 34º do mundo: "Sei que o Brasil tem um time jovem, ambicioso e precisamos estar com os olhos abertos e preparados. Até o duelo em Kazan vou procurar o máximo de informações possíveis sobre os brasileiros. Temos um canal de tênis na TV aqui na Rússia e assistimos vídeos dos mais importantes torneios. Mas vi o quão bom é o Bellucci em Madri, esse cara tem muito potencial. Obviamente que jogadores jovens e talentosos podem causar uma surpresa a cada momento", disse Tarpischev em conversa por email.

O time da Rússia conquistou as Copa Davis de 2002 e 2006 e pela primeira vez desde 1992 pode ficar fora do Grupo Mundial. O Brasil não joga a elite desde 2003 e perdeu as últimas cinco vezes em que esteve no Playoff. Para Shamil, não existe uma vantagem mental para os donos da casa: "Seria imperdoável pensar em vantagem mental e meus jogadores entendem bem o suficiente. Como bicampeões da Copa Davis, eles são experientes o suficiente e já passaram pelo bom e pelo pior. A única vantagem que temos é de jogar em casa, fica melhor para a adaptação dos jogadores e a torcida que nos dá suporte".



Tarpischev quer Davydenko e Youzhny no time - A Rússia se colocou na situação de defender sua permanencia na elite pela ausência de nomes como Nikolay Davydenko, ex-top 3 e campeão do ATP Finals de 2009, e Mikhail Youzhny na última eliminatória diante da Suécia onde foram derrotados - atuando com Dmitry Tursunov, Igor Andreev, Igor Kunitsyn e Teymuraz Gabashvili. Youzhny havia dito, segundo a imprensa mundial, que não jogaria mais a Copa Davis. Mas Tarpischev nega a aposentadoria do atual número 14 do mundo e primeiro do país.

"Youzhny nunca disse que se retiraria da Copa Davis. Acho que o Mikhail, como um veterano do time nacional, pode decidir quando e onde jogar, mas isso não significa que ele tenha se aposentado da Davis. Vou conversar com ele e sem dúvida ele jogará o duelo se quiser".

Outro membro importante do time, Davydenko, atual 29º do mundo, vive uma temporada irregular e é outro que desfalcou a Rússia diante da Suécia. Tarpischev não quer abrir mão dele: "Nós precisamos do Davydenko. Mas vai depender de sua situação física. Se ele tiver condições, vou convidá-lo pro duelo. Nikolay, depois do título em Munique (em maio) teve uma série de lesões e vem faltando confiança, mas tenho certeza que ele terá seu jogo de volta em breve e ficará livre dos problemas".

O capitão não tem dúvidas ao responder sobre as chances de cada equipe no confronto no piso rápido de Kazan: "Se tivermos nosso melhor time, vejo mais de 50% de chances. Jogamos em casa e no piso escolhemos".

Opção por Kazan - Após 17 anos esta será a primeira vez que a Rússia sairá de Moscou para jogar um duelo da maior competição de nações do tênis. O manda-chuva do tênis local explica a escolha: "Escolhemos Kazan pelo novo centro de treinamento que temos lá. Kazan tem boa tradição em vários esportes e queremos usar este momento para desenvolver o tênis no local".

O Centro de Treinamento local tem 14 quadras descobertas e oito cobertas servirá para o tênis e o badminton na Universíade de 2013 e conta também com toda infra-estrutura para desenvolver jovens talentos. Abrigou alguns eventos challengers no masculino e feminino e aguarda seu maior evento no esporte.
banner
banner