X

Ex-campeão de Roland Garros afirma que palavras de Agassi foram um desrespeito

Quinta, 19 de novembro 2009 às 18:21:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
“Eu realmente rezei não pela vitória, mas para que meu cabelo não caísse. Ficava imaginando o que aconteceria se o meu cabelo voasse e caísse, eu não tinha um plano, e é por isso que eu estava tentando me mover cada vez menos....quando o jogo acabou, eu tinha vencido, o cabelo estava lá”.

A declaração de André Agassi é sobre o episódio da peruca, contado em seu livro em Open e acontecido no dia anterior ao de sua primeira final de Grand Slam, em Roland Garros, em 1990. A peruca caiu durante o banho e foi arrumada pelo irmão com grampos, para que pudesse disputar o título. Para muitos, foi apenas mais um capítulo das histórias do tenista após o lançamento do livro, mas para quem estava diretamente envolvido na partida, como o equatoriano Andrés Gomez, adversário naquela final, soa como um desrespeito. Gomez está no Brasil, no Club Med de Angra dos Reis, para a disputa da Grande Final do Citibank Masters Tour 2009.

“Não entendo por que ele fez isso e agora até acho engraçado, mas o certo é que de tudo o que ele fez e falou, o que conta mesmo é a mentira. Todos temos muitos problemas para administrar durante uma partida e tinha muitas coisas na minha cabeça para me preocupar com o que se passava na dele. Problemas todos temos, acho que foi uma falta de respeito com os outros jogadores ou será que nas outras três ou quatro vezes que ganhei dele, ele também estava preocupado com a peruca?” disse Gomez,tenista mais velho a vencer Roland Garros até hoje e que bateu Agassi naquela final por 6/3 2/6 6/4 6/4.

Os colegas de circuito também se manifestaram. Thomaz Koch tem a mesma opinião e ainda lembra que um campeão olímpico não poderia ter essa postura. “Acho que foi uma declaração infeliz e muita negativa para o tênis, para ele próprio e para a ATP. Uma falta de respeito para com os outros jogadores. Um campeão olímpico que anos depois diz que odiava o tênis e usou droga? ”.

Com uma história que também envolveu excesso de tênis, cobranças do pai e o abandono precoce do esporte, Marcelo Saliola parece entender as razões ou pelo menos as intenções de Andre Agassi ao contar tudo isso no livro.

“Ele é um ser humano como qualquer outro e acho que teve muita coragem para contar tudo. Se você vai fazer um bibliografia, tem mesmo que contar tudo. Quem, em qualquer profissão, já não teve algum deslize, já não se envolveu em crises afetivas ou profissionais?”.
banner
banner