X

Federer derrota Kiefer e faz final contra zebra Baghdatis

Sexta, 27 de janeiro 2006 às 09:33:43 AMT

Link Curto:

Federer - Australia
A grande final do primeiro Grand Slam 2006 está definida. O melhor do mundo versus a maior zebra. Na manhã desta sexta-feira, Roger Federer venceu o alemão Nicolas Kiefer, número 25, em quatro sets por 6/3 5/7 6/0 6/2 e decide o título contra o cipriota Marcos Baghdatis, número 54 do mundo, responsável pela eliminação de três favoritos: Roddick, Ljubicic e Nalbandian.A final ocorre às 6h30 de domingo, dia 29.

Baghdatis faz chover, derrota Nalbandian e está na final

Federer e Baghdatis tiveram caminhos distintos até chega a decisão. O suíço venceu suas três primeiras partidas com muita facilidade sem perder sets — Daniel Istomin (UZB), Florian Mayer (ALE), Max Mirnyi (BLR). Na sequência precisou se superar para vencer Tommy Haas (ALE) em cinco sets e Nikolay Davydenko (RUS) em quatro sets. Baghdatis, campeão juvenil do Australian Open em 2003, começou com tranquila vitória diante de Justin Gimelstob (EUA). Na sequência ele eliminou quatro favoritos em cinco jogos. Radek Stepanek (CZE, 17º cabeça) na segunda rodada, Andy Roddick (EUA, 2º ) nas oitavas, Ivan Ljubicic (CRO, 7º) nas quartas e David Nalbandian (ARG, 4º) na semifinais. O adversário mais fácil foi o jovem alemão Denis Gremelmayr na terceira fase.

Federer possui amplo domínio nos confrontos com Baghdatis. Foram três jogos e três vitórias. A pultima neste ano no ATP de Doha, quartas de final, triunfo por 6/4 6/3. Mas vale lembrar que o cipriota contará com todo o apoio da barulhenta torcida de cerca de 30 primos e 9 tios. Marcos também vem embalado e sua campanha lembvra a de Gustavo Kuerten em Roland Garros 1997. Assim como Guga na época, Baghdatis possui 20 anos e derrubou diversos favoritos num Grand Slam.

A vitória desta sexta diante de Kiefer foi a terceira vitória consecutiva de em cima do alemão em torneios de Grand Slam e todas em quatro sets (havia ganho em Wimbledon, US Open). O triunfo foi também o oitavo em 11 partidas com o alemão.

Federer mostrou superioridade durante quase toda a partida. Após dois jogos em que se salvou da derrota, o campeão na Austrália em 2004, jogou bem e deu somente uma brecha para o adversário na segunda parcial.

O primeiro set foi tranquilo para o suíço. Com uma quebra logo no início, ele abriu 3 a 0 e mante o alemão abaixo no placar o tempo inteiro. Mostrando muita calma e jogando com toda sua genialidade, o número um do mundo venceu por 6/3.

Na segunda parcial, Kiefer mudou. Passou a sacar mais forte e bater mais firme do fundo de quadra. Ele conseguiu equilibrar o jogo, mantendo-se vivo nos games de serviço. Precisou salvar um break-point no meio do set e aproveitou uma das duas chances que teve no 12º game para quebrar o saque de Federer e empatar o jogo em 7/5.

No terceiro e quarto sets, o suíço passeou em quadra. Começou quebrandlo logo no primeiro game do 3º set e arruinou qualquer tipo de reação de Kiefer. Com muita facilidade e mostrando todo seu repertório de direitas, esquerdas, slices e vendo um adversáro frustrado em quadra marcou 6/0
banner
banner