X

Torneios profissionais no Brasil deverão ser regulamentados junto a CBT

Segunda, 16 de janeiro 2006 às 17:12:30 AMT

Link Curto:

CBT
A nova gestão da CBT vem fazendo todo o possível para resgatar o respeito e a credibilidade que o tênis e a entidade perderam nos últimos anos. Para isso, promoveu mudanças no estatuto, adequando o mesmo ao novo Código Civil e às exigências de uma gerência moderna e que olha para o futuro e o desenvolvimento do esporte no país.


Uma das alterações mais importantes no estatuto, aprovada por unanimidade na Assembléia realizada em dezembro, em São José dos Campos, diz respeito às competições com premiação em dinheiro realizadas em todo o país e que, a partir de agora, deverão ser regularizadas junto à CBT.

Para isso, todas as promotoras que forem organizar eventos WTA, ATP ou qualquer outro campeonato que possua premiação em dinheiro, deverão solicitar a supervisão técnica da CBT, recolher uma taxa percentual sobre a premiação 30 dias antes do início do torneio, para que o mesmo possa ser realizado.

As federações do local onde forem realizados os eventos, vão receber parte desta taxa recolhida à CBT.

“Não estamos inventando nada, isso é o que já ocorre com a ITF em todos os níveis de torneios. Não podemos admitir que promotoras organizem eventos profissionais no Brasil, sem que a CBT saiba o que está acontecendo, auxilie na supervisão técnica da arbitragem e cobre uma taxa por esse serviço,” disse Jorge Lacerda da Rosa, presidente da CBT.

As promotoras serão comunicadas oficialmente a partir desta segunda-feira e o valor da taxa estará disponível a partir de amanhã(terça-feira) no site da CBT.

As inscrições somente poderão ser feitas através de boleto online gerado no site da Confederação Brasileira de Tênis e via e-mail ao departamento técnico da CBT- deptecnico@cbtenis.com.br

Fonte: CBT
banner
banner