X

Meligeni defende autoridade e diálogo entre técnico e tenista no 1º Simpósio de

Segunda, 31 de outubro 2005 às 17:02:28 AMT

Link Curto:

Tênis Paulista
Os diretores de capacitação da CBT, Mauro Menezes, César Kist e Fábio Silberberg, falaram hoje, sobre os novos planos do departamento, para mais de 300 técnicos que compareceram ao 1o. Simpósio Internacional de Tênis.


Durante a palestra, César Kist explicou a importância do instrutor no desenvolvimento do tênis no país e dos objetivos e metas do departamento.

“Queremos a participação de todos, da comunidade tenística e em especial dos treinadores. Temos que promover a união de todos os profissionais,por que se o tênis cresce, todos crescem junto e o trabalho não pode ser personalizado. É de uma equipe e não individual”, explicou César Kist.

Entre os principais objetivos do departamento está a valorização da profissão, a credibilidade dos instrutores junto à comunidade, a regionalização dos cursos e principalmente, baixar os custos destes cursos, além de trazer cada vez mais especialistas para a formação e reciclagem dos profissionais brasileiros.

Foi criado o SNGP- Sistema Nacional de Graduação Profissional-, que vai definir os níveis de profissionais de acordo com a formação e experiência de cada um.

Quem tiver mais cursos, mais diplomas, mais tempo de trabalho, ganhará uma pontuação maior. Os níveis variam de Instrutor a Técnico Master. O título valerá para todos os filiados da CBT, que ainda contarão com diversos benefícios, como desconto em cursos oficiais de capacitação, congressos e eventos outorgados pela CBT, uma página no site da CBT com entrada restrita para filiados, com informações sobre capacitação e desenvolvimento, desconto em livros e material didático, em lojas de material e equipamento, seguro saúde e de automóvel e tudo o mais que for possível acordar.

FERNANDO MELIGENI

Logo na sequência, Fernando Meligeni ministrou a palestra sobre Relacionamento entre treinadores e jogadores. “ Falar para uma platéia com mais de 300 instrutores é o sonho de qualquer pessoa que queira o bem do tênis brasileiro” disse ele já na abertura.

O tema não é dos mais fáceis, pois hoje um técnico precisa levar em consideração vários fatores, e foi essa a maior indicação de Meligeni.

‘Para ser competitivo no tênis, tem que entrar na vida do jogador, tem que seguir seus passos e ter autoridade dentro de quadra. Tem que ser respeitado e tomar as decisões”, explicou o atual capitão brasileiro da Davis.

Meligeni ainda defendeu o diálogo entre técnico e tenista. Nos treinos, tem que ser duro, exigir seriedade e concentração nos exercícios, mas depois, tem que conversar, conhecer o jogador e ser parceiro.

Antes de terminar, Fernando Meligeni ainda fez uma última advertência e um grande pedido aos técnicos presentes ao Simpósio Internacional de Tênis.

“ Esta é a hora da união. O barco está afundando e se a gente não se unir agora, vai afundar de vez”, disse.

Fonte: Try Sports Press
teninews.com.br
br.jooble.org