X

Julio Silva está na decisão em Santhiago

Sábado, 29-10-2005 18:00

Link Curto:

Julio Silva III
Segunda final da Copa Petrobras de Tênis 2005 e segunda participação de um brasileiro na luta pelo título. Neste sábado, o paulista Júlio Silva chegou à sua primeira decisão do ano ao passar pelo argentino Máximo González por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 6/1, na semifinal de Santhiago (CHI).


Agora, para se sagrar campeão, como fez o gaúcho Marcos Daniel, na Colômbia, semana passada, o paulista terá que vencer o espanhol Ruben Ramirez Hidalgo, às 13h (horário de Brasília) deste domingo.

A vaga na final foi conquistada por Silva com mais facilidade do que o esperado, em 1h02 de partida. “Acho que o González estava cansado, já que tinha sido campeão de um Future na semana passada e havia passado o quali aqui”, observou Julinho. “Mas eu também errei muito pouco, fiquei concentrado o tempo todo e não dei chances de recuperação a ele”, prosseguiu o tenista de Jundiaí, atual número 180 do ranking da ATP.

Já contra Ramirez Hidalgo, que derrotou na semi o conterrâneo Oscar Hernandez, atual campeão do torneio, por duplo 6/3, Silva espera um jogo muito mais disputado. “Contra espanhol não tem bola fãcil: tem que lutar o tempo todo. Amanhã (domingo), o bicho vai pegar”, completou o brasileiro, que disputará as próximas etapas da Copa Petrobras e tem como obejtivo estar perto dos 120 melhores do mundo até o final da temporada.

O finalista espanhol confirmou as palavras de Julinho ao comentar o jogo deste domingo: “Ele (Silva) é bastante sólido e joga como nós, os espanhóis. Ele vai dar a vida na quadra e eu também, então vamos ver quem morre por último”, afirmou Ramirez Hidalgo, cabeça-de-chave 8 da competição. No retrospecto entre eles, o brasileiro leva vantagem, já que venceu duas das três partidas disputadas. “Nos últimos dois jogos (2005 e 2004), o Júlio saiu vitorioso. Amanhã será minha revanche”, finalizou o tenista ibérico.

Ainda neste sábado, acontece a decisão da chave de duplas, entre os austríacos Daniel Koellerer e Oliver Marach e a parceria cabeça 1, formada pelo argentino Lucas Arnold e o equatoriano Giovanni Lapentti.

Santhiago abriga a segunda etapa da Copa Petrobras, que começou em Bogotá e, assim como ocorrerá na capital chilena, foi disputado no saibro e distribuiu uma premiação de US$ 50 mil com hospedagem, ou seja, a pontuação foi equivalente a um torneio de US$ 75 mil. De Santiago, a Copa Petrobras segue para Montevidéu/URU (31/out a 6/nov), Aracaju/BRA (14 a 20/nov) e Buenos Aires/ARG (21 a 27/nov).

Fonte: DGW Comunicação
teninews.com.br
br.jooble.org