X

Uma volta ao tempo dos sonhos

Domingo, 23 de dezembro 2007 às 20:00:00 AMT

Link Curto:

Guga Pequeno


Por Daniel Lacerda

Um dia todos nós fomos crianças. Aqui no Brasil, especificamente, mais da metade dos meninos já sonhou em ser jogador de futebol. Com o tempo, alguns mudaram suas prioridades e outros seguiram com seu sonho de infância. Eis a palavra chave, "sonho". Grandes campeões, em qualquer esporte, sonharam algum dia com a glória. E entre os que chegaram lá, vale voltar atrás e ver como eram os ainda sonhadores futuros tenistas. Por isso, a Tênis News faz mais um especial e mostra como eram os craques quando estavam mais jovens.



Federer no time juvenil com 11 anos

Esse aí é o dono de 12 Grand Slams, que já somou mais de 8 mil pontos no ranking e dono de um jogo completo. E se o talento vem de berço, está aí um exemplo. Com apenas 11 anos e um futuro todo pela frente, Roger Federer já figurava em uma equipe de tênis. Talvez todos os seus companheiros da foto tenham tido o mesmo sonho que Federer. Mas o futuro reservou as glórias para o garoto de sorriso tímido, à esquerda da imagem.

Federer disputado torneio juvenil

Nesta foto, Federer já está mais crescido e disputa um torneio juvenil. Nesta época, ele já mostrava todo seu talento, tendo sido um dos melhores nessa categoria também.

Federer criança sorridente

Aí está Roger Federer bem novo. Ainda loirinho, o que entrega ser o número 1 do mundo é o sorriso tímido característico do suíço. Seria essa marca registrada um prenúncio do sucesso?

Guga no infanto juvenil a esquerda e no colégio bem pequeno a direita

Passando de um gênio para outro, eis Guga na foto à esquerda com uma raquete na mão disputando um torneio infanto-juvenil. Se o sucesso ainda era um sonho distante, a batalha começou desde cedo. À direita, o manezinho está na escola, com um olhar meio perdido.

Guga com 2 ou 3 anos

Quem está aí dormindo ainda é Guga, mostrando um lado preguiçoso que deixou para trás durante sua vida. Será que ele está sonhando com um tricampeonato em Roland Garros?

Coria na praia com cara de safado

Esta foto dispensa apresentações. Não tem como não notar que se trata do argentino Guillermo Coria, com cara de quem acabou de aprontar alguma.

Amigos Nalbandian e Coria em torneio juvenil

Nesta foto, vemos um interessante duelo. À direita, Coria, que seria finalista de Roland Garros. À esquerda, David Nalbandian, que seria finalista de Wimbledon e campeão de uma Masters Cup. Quem será que venceu?

Nadal e Gasquet

Lado a lado nesta foto estão Rafael Nadal e Richard Gasquet. Bem novos ainda, mas já rivais. No futuro, eles se enfrentariam na semifinal do Masters Series de Roma e em Roland Garros, ambos os importantes duelos vencidos por Nadal no ano de 2005. Eles ainda se cruzaram no ATP de Estoril em 2004, com mais uma vitória do espanhol.

Nadal bebê no colo do tio Toni

Essa foto mostra uma parceria vitoriosa e que começou bem cedo. Toni Nadal tem em seu colo o ainda só sobrinho Rafael, com um físico frágil e com um olhar perdido que não combinam com o número 2 do mundo. Hoje além do parentesco, eles são técnico e pupilo. E os títulos são o maior exemplo do sucesso da dupla.

Maria Sharapova com 12 anos

Cinco anos antes de conquistar Wimbledon, Maria Sharapova já mostrava carinho com a raquete. O aparelho no dente sumiu, mas a beleza dá para notar quem vem de criança. Nesta foto ela tem 12 anos apenas.

Hingis desde criança com a raquete

Mais uma foto que mostra relação antiga com o tênis. Esta imagem em preto e branco é de Martina Hingis, já com a raquete na mão e uma faixa na cabeça. A suíça ainda não sabia que seria dona de cinco títulos de Grand Slam.

Pete Sampras no juvenil

Esse aí jogando tênis na categoria juvenil é Pete Sampras. O modo inconfundível de bater a direita era o mesmo. O que faltava ainda eram os 14 títulos de Grand Slams, os 7 títulos em Wimbledon e os 5 títulos de US Open. Além dos US$40 milhões de premiação.

Lleyton Hewitt no infanto-juvenil

Comemorando desse jeito quem pode ser? Claro, Lleyton Hewitt. O ex-número 1 do mundo ainda estava no infanto-juvenil, mas a garra e a vibração eram as mesmas. O australiano ainda não sabia que seria dono de dois títulos de Grand Slam, além de bicampeão da Masters Cup.

Marat Safin e sua irmã Dinara

Mais uma foto que mostra um momento família. À esquerda, com um ursinho na mão, bem mais calmo do que de costume e dando um abraço apertado é Marat Safin. À direita, sua irmã Dinara, sorridente.

Safin bebê

Com essa touca aí, certamente estava frio. E sabendo que é mais uma foto de Marat Safin, tudo se explica. Novamente mostrando uma calma pouco comum, o russo ainda não sabia que tinha talento de sobra para jogar tênis e que conquistaria dois títulos de Grand Slam.

Andy Roddick com 5 meses

Provavelmente poucas pessoas mudaram tão pouco de feição quanto Andy Roddick. Nesta foto, ele está com cinco meses apenas, mas é impossível não perceber de quem se trata. Mesmo sem cabelo, babando e com pouco tempo de vida, o americano, dono de 1 título de Grand Slam, já era igual ao que é hoje.

Andy Roddick com 10 anos

Novamente Andy Roddick, erguendo um troféu com 10 anos de idade. Fica a pergunta: qual era a velocidade de seu saque nesta época?

James Blake

Olha aí James Blake, com uma cara de criança comportada. Se a impressão for correta, a sua índole e sua personalidade vêm desde cedo.

Jonas Bjorkman sem dente

Esse tem sorriso de campeão desde cedo. Ele é Jonas Bjorkman, um dos mais talentosos tenistas do mundo. Já veterano, ele vem priorizando os jogos de duplas, mas isso não impediu o sueco de chegar à semifinal de Wimbledon em simples no ano passado.

Andre Agassi no inicio

Nem tão cabeludo quanto no início da carreira, tampouco careca como no final. Mas este aí batendo o forehand é Andre Agassi, que conquistou nada menos do que 8 títulos de Grand Slam na carreira.

Agassi e sua fã Monica Seles

Desde cedo Agassi já era um jogador dos mais carismáticos. Esta foto comprova isso. Abraçado ao ídolo, aparece a ex-tenista Monica Seles, famosa pela potência nos golpes, pelos inúmeros títulos, pelos forehand e backhand com duas mãos, pela facada nas costas que levou na Alemanha e pelo seu alto grito ao bater na bola.

Agassi e seu fã Tommy Haas

Mais um momento de um fã abraçado ao ídolo. O ídolo é Agassi, obviamente. Mas você reconhece o fã? Três dicas que vão deixar a resposta muito fácil: já foi número 2 do mundo, tem um temperamento complicado e é alemão. Sim, é o talentoso Tommy Haas, três vezes semifinalista do Australian Open.

Ferrero com a menina

Seria uma paquera à moda antiga? Não sei, mas Juan Carlos Ferrero parece ter conquistado o coração de uma bela menina. Pelo menos é o que parece. E a certeza é que foi na lábia mesmo, porque nesta época ele ainda não havia sido campeão de Roland Garros e nem número 1 do mundo.

Ivanisevic

Talvez o rosto liso engane um pouco, mas esse aí é o croata Goran Ivanisevic. Campeão de Wimbledon em 2001 e dono de um dos saques mais temidos de todos os tempos, ele luta para evitar um winner do adversário, seja ele quem for.

Estão aí exemplos de crianças e adolescentes que tiveram um sonho e chegaram lá. Um passo de cada vez, mas conseguiram. São todos tenistas consagrados, mas o fato é que isso se concretizou através do esporte. Por isso, em ano que teve pan-americano, é fundamental ver o valor que tem uma atividade esportiva. Se vai sair um campeão, ninguém sabe. A certeza é que, pelo menos, as crianças terão o prazer de sorrir e de sonhar.
teninews.com.br
br.jooble.org