X

Retrospectiva 2007 - Junho - Nadal e Henin, o Rei e a Rainha do saibro

Sábado, 22 de dezembro 2007 às 00:05:00 AMT

Link Curto:

Nadal Campeão II - RG
O mês de junho tem como destaque quase exclusivo, as emoções de Roland Garros. Rafael Nadal e Justine Henin fizeram campanhas impecáveis e ficaram com o caneco. Mas você lembra mesmo como foram essas campanhas impecáveis? E o que de especial ocorreu na cerimônia de premiação masculina? Para saber, veja a retrospectiva de junho da Tênis News.

Em um dos cenários mais conhecidos e bonitos do mundo, Roland Garros se preparava para mais duas semanas de emoção. A espera geral era por um encontro entre Roger Federer e Rafael Nadal na decisão. Para isso, entretanto, cada um deles teria que percorrer uma desgastante maratona de seis partidas.

A caminhada de Federer não teve grandes percalços. Nas quatro primeiras rodadas, vitórias em sets diretos diante de Michael Russell, Thiery Ascione, Potito Starace e Mikhail Youzhny. Nas quartas, o suíço teve pela frente o aguerrido espanhol Tommy Robredo. O adversário endureceu um pouco mais, chegou a ganhar um set, mas o número 1 do mundo levou a melhor por 3 a 1.

A semifinal de Roger Federer foi diante de um freguês de caderno: Nikolay Davydenko. Seguindo a tendência de muitas outras ocasiões, o russo teve várias chances de vencer sets, mas não conseguiu em nenhuma ocasião concretizar a vantagem. Sem mostrar ingratidão dom a gentileza do oponente, o número 1 do mundo levou a melhor em sets diretos e chegou à segunda final seguida em Paris.

Do outro lado da chave, despontava Rafael Nadal. Ele simplesmente atropelou seus rivais até a final. Ele não perdeu nenhum set em sua caminhada. As vitórias do espanhol foram, em ordem, diante de Juan Martin Del Potro, Flavio Cipolla , Albert Montañes, Lleyton Hewitt, Carlos Moya e Novak Djokovic.

A final esperada por todos ocorreu: Roger Federer contra Rafael Nadal. A partida começou favorável ao espanhol, que venceu o primeiro set por 6 a 3. Na segunda parcial, o suíço deu o troco e levou a melhor: 6 a 4.

A partir do terceiro set, só Rafael Nadal foi visto em quadra. Com atuação impecável, ele fez 6/3 e 6/4 nas parciais seguintes e se sagrou tricampeão de Roland Garros. E mais, o espanhol jamais foi derrotado no saibro parisiense.

Na cerimônia de premiação, o convidado ilustre que entregou o troféu foi um elegante Gustavo Kuerten, homenageado em comemoração aos 10 anos de seu primeiro título em Roland Garros. Sorridente e diplomático, Guga parabenizou "o maior tenista da história e o maior jogador de saibro de todos os tempos", uma alusão a Federer e Nadal respectivamente. O catarinense ainda prometeu que voltaria ano que vem, mas como jogador. No momento em que foi anunciado e após as declarações, ele foi bastante aplaudido pelo público. Para completar, os dois finalistas convidaram Guga para acompanhá-los nas tradicionais fotos com os troféus.

No torneio feminino, o show foi belga. Em uma campanha brilhante, Justine Henin conquistou seu quarto troféu em Roland Garros, desta vez sem perder nenhum set. O primeiro momento em que ficou claro que o troféu tinha dona foi nas quartas de final. Com uma autoridade fora do comum, Justine mandou a americana Serena Williams para casa com vitória por 6/4 e 6/3. Na semifinal, a vítima foi a sérvia Jelena Jankovic.

Do outro lado da chave, despontava uma sérvia com uma combinação arrebatadora entre talento e beleza. Ana Ivanovic começou discreta, mas eliminou Svetlana Kuznetsova nas quartas de final e deu um banho de bola desconcertante em Maria Sharapova na semifinal.

O que prometia ser uma final disputada, acabou sendo uma mera formalidade para a belga número 1 do mundo. Nitidamente com o braço preso, Ana Ivanovic não foi páreo para Justine Henin, que venceu o jogo por 6/1 e 6/2. Era a volta por cima da jogadora da Bélgica, que enfrentou problemas pessoais após ter se separado do ex-marido Pierre-Yves Hardenne.

Ainda em Roland Garros, uma marca história foi registrada. A americana Venus Williams sacou a 206 Km/h e bateu o recorde de velocidade de saque no tênis feminino.

Fora das quadras, um fato desagradável aconteceu na vida de Guillermo Coria, que teve sua casa em Venado Tuerto furtada. Os ladrões invadiram a residência do tenista argentino e roubaram cerca de R$ 100 mil.

Ainda no mês de junho, teve início a temporada de grama. O destaque foi o quarto título de Andy Roddick no tradicional torneio do Queen's. Veja quem foram os campeões do mês de junho:

Masculino:

Roland Garros: Rafael Nadal (ESP) 3x1 Roger Federer (SUI) 6/3, 4/6, 6/3, 6/4
Halle: Tomas Berdych (CZE) 2x0 Marcos Baghdatis (CYP) 7/5, 6/4
Queen's: Andy Roddick (EUA) 2x1 Nicolas Mahut (FRA) 4/6, 7/6, 7/6
Nottingham: Ivo Karlovic (CRO) 2x1 Arnaud Clément (FRA) 3/6, 6/4, 6/4
's-Hertogenbosch: Ivan Ljubicic (CRO) 2x1 Peter Wessels (HOL) 7/6, 4/6, 7/6

Feminino:
Roland Garros: Justine Henin (BEL) 2x0 Ana Ivanovic (SRB) 6/1, 6/2
Birmingham: Jelena Jankovic (SRB) 2x1 Maria Sharapova (RUS) 4/6, 6/3, 7/5
Barcelona: Meghann Shaughnessy (EUA) 2x0 Edina Gallovits (ROM) 6/3, 6/2
Eastbourne: Justine Henin (BEL) 2x1 Amélie Mauresmo (FRA) 7/5, 6/7, 7/6
's-Hertogenbosch: Anna Chakvetadze (RUS) 2x1 Jelena Jankovic (SRB) 7/6, 3/6, 6/3
teninews.com.br
br.jooble.org