X

Sinner: 'Respeito meus adversários, mas não tenho medo deles'

Segunda, 11 de março 2024 às 01:15:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O italiano Jannik Sinner, terceiro da ATP, conversou com os jornalistas pouco mais de 1h30 após dominar o alemão Jan Lennard Struff, 25º, e se garantir nas oitavas de final do Masters de Indian Wells marcando sua 14ª vitória no ano e a 17ª consecutiva. 



Entre em nosso Canal no Whatsapp

Leia mais

Sinner domina Struff e vai às 8ªs em Indian Wells

Alcaraz negocia o maior contrato de patrocínio da história do tênis

Sinner explicou que seu momento em quadra tem muito a ver com seu grau de confiança em si mesmo: "Acho muito importante ouvir e entender o que o seu treinador fala, e procuro fazer o que sinto em quadra, porque às vezes você prepara, mas não sente que o chute é o certo. Portanto, o instinto em quadra também é muito importante. Mas no geral acho que estou jogando com confiança neste momento, por outro lado estou muito atento, porque o jogo pode mudar muito rapidamente. Se ele quebrar no segundo set em 4-3 e empatar em 4-4, ele recomeçará o set do zero. Então eu tenho que ter cuidado".

O italiano foi questionado sobre uma qualidade que o destaca diante de alguns adversários e pontuou: "Respeito muito todos os jogadores, mas não tenho medo de enfrentá-los. Acho que isso também é uma qualidade, porque principalmente quando você joga os pontos de pressão e os pontos importantes, gosto de ir atrás deles. Na maioria das vezes não espero para ver o que meu oponente fará".

O jovem campeão do Australian Open então foi questionado sobre a fonte de 'não ter medo' e confidenciou: "Percebi que tinha medo quando esquiava, quando tinha que fazer corridas de descida. Aí você vai muito rápido e aí você pula 20, 30 metros. Lá eu estava com medo", contou ele que chegou a fazer parte da seleção italiana de esportes olímpicos de inverno, foi campeão europeu e ainda juvenil optou por dedicar-se ao tênis a período integral.

"Portanto, minha mente no tênis não tem nada a temer", seguiu Sinner. "No final das contas, é apenas um jogo. Tentamos o nosso melhor e às vezes dá certo nos momentos importantes e às vezes não. Mas no final, você simplesmente perde um jogo".

teninews.com.br
br.jooble.org