X

Coria diz que argentinos são perseguidos no Anti-Doping

Quarta, 14 de setembro 2005 às 08:14:02 AMT

Link Curto:

Guilhermo Coria
Em Pequim, China, o tenista argentino Guillermo Coria fez críticas de perseguição aos jogadores argentinos no exame anti-doping. Ele se referiu aos últimos casos de alguns jogadores de seu país serem "pegos" e punidos pela ATP.


"É uma pena, mas a cada caso de doping de algum tenista, sempre que se envolve algum tenista de nosso país, o caso ganha altas proporções pois o jogador é argentino."

Ao término de sua partida de estréia em que derrotou o chinês Shao Xuan Zeng no ATP de Pequim, o número oito do mundo disparou: "Parece que os jogadores argentinos são sempre suspeitos. Espero que não voltemos a ter problemas e que as coisas se tranquilizem".

Coria basicamente se referiu aos últimos casos que envolveram alguns tenistas argentinos. O próprio jogador foi suspenso por sete meses, em 2002. Além dele, o vice-campeão em Roland Garros Mariano Puerta, o jogador Juan Ignacio Chela foram suspensos.

Mais recentemente, em junho , Guillermo Cañas, então número 10 do mundo, foi pego em exames anti-doping realizados em fevereiro no torneio de Acapulco, no México, e suspenso por dois anos de todas as competições oficiais de tênis. Foi encontrado na urina do jogador um diurético capaz de mascarar efeitos de outras substâncias como anabolizantes e outras. Além da suspensão, Cañas teve que devolver toda sua premiação e pontuação ganha entre fevereiro e junho deste ano.
banner
banner