X

Bedene joga sua última temporada e se dedicará ao futebol

Sexta, 27 de maio 2022 às 14:25:50 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O esloveno Aljaz Bedene disputou nesta sexta-feira sua última partida profissional em Roland Garros. O tenista de 32 anos decidiu que irá se aposentar do tênis profissional para se dedicar ao agenciamento de jogadores de futebol por toda a Europa.



Bedene conversou com o jornal sérvio Sport Klub antes de enfrentar o sérvio Novak Djokovic pela chave de Roland Garros e chegar a sua 3ª derrota diante do número 1 do mundo, sem vencer nenhum set.

Ao jornal, Bedene chamou a temporada de 2022 de sua "Última Dança" e explicou como tem encarado esse processo de despedida: " Defini na temporada passada que essa seria minha 'última dança'. Espero que os resultados seja dos melhores, embora não vá jogar muitos torneios. Não tenho treinado tanto quanto antes, porque estou em outros empregos, mas gosto de tênis e sinto bem a bola. É uma sensação muito boa para mim".

Profissional desde 2008, Bedene chegou a defender a bandeira do Reino Unido (onde morava) por 4 temporadas, mas voltou a jogar por seu país natal pensando nas Olimpíadas de Tóquio 2021, para o qual não se classificou. Sua melhor colocação no ranking da ATP até o momento foi 43º do mundo em fevereiro de 2018.

Tendo vivenciado a carreira inteira contra o chamado 'Big 3' (Roger Federer, Rafael Nadal e Djokovic), Bedene contou ao Sport Klub como vê que estes rivais terminarão suas carreiras: "Acho que há apenas dois deles na corrida (para melhor da história. OK, Federer joga um tênis melhor, com certeza, mas acredito que Nole será o jogador com mais outros Slams e Masters. No final, ele será o único - GOAT".

Questionado se já sabe o que irá fazer após a sua aposentadoria, Bedene comentou: "Já sei o que vou fazer, adoro tênis e futebol. Estou trabalhando em alguns projetos nos negócios, vamos ver como vai terminar. Depois do US Open ou da Copa Davis com a Estônia, para mim é tudo. Conheço muitos atletas que terminaram a carreira, então não sabiam o que fazer consigo mesmos, então não conseguiram... Eu gostaria de não ser esse, por isso já estou fazendo outras coisas que me interessa. Espero que no final tudo fique bem”, confessa ele que tem trabalhado com marketing esportivo e agenciamento no futebol.

banner
banner