X

Murray analisa encontro com Djokovic: 'Não tenho chances'

Quarta, 04 de maio 2022 às 07:52:45 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Após conquistar uma boa vitória sobre o canadense Deniz Shapovalov, o escocês Andy Murray falou de como vê suas possibilidades para enfrentar pela 37ª vez no circuito profissional o sérvio Novak Djokovic e tem os pés no chão.



A rivalidade entre o atual número 1 do mundo e o escocês ex-número 1 teve seu primeiro encontro em 2006, quando ambos tinham 19 anos e foi justamente no Masters de Madri. Naquela ocasião, Djokovic venceu de virada.

Os dois tenistas se enfrentaram outras 35 vezes desde então, das quais 19 duelos foram finais de torneios, incluindo o último encontro entre eles válido pela final do ATP 250 de Doha, no Qatar, em 2017, onde o sérvio levou a melhor em três sets.

Ao todo, Djokovic venceu 25 dos 36 confrontos, dos quais 11 foram finais, sendo 5 delas em torneios do Grand Slam [Australian Open 2011, 13, 15 e 16 e Roland Garros 2016]. Murray venceu 8 finais, sendo duas delas em Grand Slams [US Open 2012 e Wimbledon 2013].

Questionado sobre o reencontro com Djokovic, Murray pontuou: "Em teoria, não tenho chances contra ele. Ele é o número 1 do mundo e tenho um quadril de metal. É uma grande oportunidade para mim ver como está meu jogo e poder enfrentá-lo ele novamente, pois tivemos muitas batalhas no passado, nos melhores trneios, nas finais. Vou aproveitar muito e tentar dar o meu melhor na partida".

banner
banner