X

Djokovic perde no Tribunal e será deportado. Veja como foi!

Sábado, 15 de janeiro 2022 às 13:33:17 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Neste sábado, a partir das 19h30 (9h30 de domingo em Melbourne), Novak Djokovic é julgado no ato final do processo. Ele será julgado por três juízes e não caberá mais recurso, ou seja, a decisão será a final para recuperar o visto ou ser deportado.



O acompanhamento será feito por vídeo do Youtube da Corte Federal da Austrália e comentários com atualização através do botão F5 desta página.

4h28 - DECEPCIONADO - Djokovic envia comunicado e diz: "Gostaria de fazer uma breve declaração para abordar os resultados da audiência de hoje no Tribunal. Agora vou tirar algum tempo para descansar e me recuperar, antes de fazer mais comentários além disso. Estou extremamente decepcionado com a decisão"

4h22 - O italiano Salvatore Caruso ocupará o lugar de Djokovic na chave principal.

3h58 - Como a decisão foi por um Tribunal pleno, com três juízes, ela é final e não caberá mais nenhum recurso.

3h55 - ATENÇÃO! Djokovic perde no TRIBUNAL E SERÁ DEPORTADO!

1h03 - Programação do Australian Open sairá às 2h de Brasília, muito provável que antes do resultado dos juízes, ou seja, teremos um lucky-loser caso Djokovic seja deportado. Se a decisão dos juízes sair antes da programação, Rublev assumirá o lugar do sérvio na programação

0h40 - "O que esperamos fazer é passar a tarde e talvez o início da noite lidando com os argumentos que foram apresentados ao tribunal." Mais espera é necessária, mas há um objetivo comum entre todas as partes para que uma decisão seja tomada hoje sobre o recurso de Novak Djokovic. São 14h45 no horário australiano. Decisão pode ser tomada só início da noite, ou seja, pelas 4h do Brasil ou antes.

0H39 - Juiz Allsop: "Faremos algum tipo de anúncio no site do tribunal se o assunto for relistado e quando será novamente listado". Hora de esperar!

0H38 - O JUIZ Allsop diz que eles querem passar a tarde pensando sobre as coisas e esperam tomar uma decisão ainda hoje.

0h37 - JULGAMENTO SUSPENSO NOVAMENTE A PEDIDO DE UM DOS JUÍZES!

0h28 - Wood diz que se os juízes são a favor de Djokovic, eles querem a mesma ordem que o juiz Kelly deu no outro dia - que a decisão seja anulada e Djokovic seja libertado da detenção de imigração em 30 minutos.

0h23 - Advogado de Djokovic diz que será breve. São mais de 80 mil pessoas assistindo pelo Youtube!

0h17 - Advogado de Djokovic, Wood responde questionamentos de juízes feitos antes do almoço

0h14 - Lloyd: "Com ou sem razão, ele é percebido como endossando uma visão anti-vacinação e sua presença aqui é percebida como uma contribuição para isso." Advogado do governo citou a baixa taxa de vacinação da Sérvia como exemplo...

0h10 - Juiz Allsop diz que Wood (advogado de Djokovic) está perguntando "onde estão as evidências" de pessoas seguindo a liderança de Djokovic em não serem vacinadas. Ele diz que entende que a submissão de Lloyd é que se pode usar o bom senso e a intuição humana sobre o comportamento das pessoas.

23h57 - O advogado do governo cita as taxas de vacinas atrasadas da Sérvia como potencial para o poder de Djokovic como um influenciador antivacina. "O status icônico de Djokovic deve ser maior na Sérvia... no país de origem de Djokovic, estima-se que menos da metade do país" esteja totalmente vacinada.

23h35 - Julgamento RETOMADO! Advogado do governo falando nesse momento!

22h35 - Advogado do governo ainda falará até pelo menos 0h30. Advogados de Djokovic podem ainda contestar por cerca de 1h e daí juízes devem se pronunciar. Previsão de resultado em torno de 2h, 2h30.

22h29 - Julgamento suspenso por 1h. Pausa para almoço!

22h24 - "O ministro está ciente de que há consequências para sua decisão, dizemos, nos dois sentidos."

22h20 - Lloyd afirmou que seria "surpreendente" se isso fosse uma razão para permitir que Djokovic ficasse e falou sobre um risco à soberania

22h12 - Advogado do governo resumem as razões pelas quais Djokovic deveria ser deportado. Risco para a saúde dos cidadãos; promover ideias antivacinas, usando-as como uma imagem de quem você é; comportamento inadequado quando testado positivo para Covid

22h01 - Lloyd diz que a presença de Djokovic na Austrália se apresentaria mais fortemente para os australianos, dado seu alto perfil e posição como modelo para muitas pessoas. Ele diz que Djokovic tem um histórico recente de "ignorar as medidas de segurança do COVID"

21h58 - Juízes indicam que, caso Djokovic seja deportado, seria 3 anos sem poder entrar no país, mas reforçam que "isso pode ser retirado"

21h53 - Djokovic não vai depor para explicar suas opiniões sobre vacinação.

Governo: "Ele optou por não entrar em evidência neste processo. Ele poderia corrigir o registro se precisasse de correção. Ele não o fez - isso tem consequências importantes"

21h48 - Stephen Lloyd - ele diz que Hawke considerou "amplamente" as consequências de sua decisão (ou seja, o sentimento anti-vacina se Djokovic fosse deportado). Tendência é de que ele vote contra Djokovic pelo visto

21h43 - Lloyd diz que não enfraquece o caso que Djokovic tenha feito comentários sobre não querer ser vacinado antes mesmo de estarem disponíveis, como Wood argumentou. "Mesmo antes das vacinas estarem disponíveis, ele era contra - sua posição prima face era ser contra elas", disse ele.

21h36 - Stephen Lloyd, representante do ministro Hawke, terá 45 minutos para fazer suas considerações antes da pausa. Ele diz que a maior parte de seus argumentos já foi explicada nas considerações por escrito. O objetivo é mostrar que os pontos dos advogados de Djokovic não devem ser levados em conta.

21h34 - Advogado de Djokovic termina suas considerações. Haverá uma pausa para almoço a partir das 12h30, no horário local (22h30 no horário de Brasília).

21h18 - Advogado de Djokovic diz que precisa de apenas mais 15 minutos para terminar sua argumentação.

21h14 - Cerca de 20 pessoas se reuniram em frente ao local em que o julgamento está sendo conduzido para demonstrar apoio a Novak Djokovic. Os manifestantes carregam bandeiras da Sérvia.

21h06 - "Acho que a janela mais clara e atraente para ver o erro é a lente do interesse público", diz Wood. Ele promete que os próximos estágios de sua fala serão mais breves. Já está falando há 1h30min

20h58 - "Houve apenas um único item de evidência, não reconhecido pelo ministro em nenhuma parte das razões, que realmente se referia a essa questão e esse item de evidência foi a reportagem da BBC que apenas sugeriu que o sentimento anti-vaxx (foi) agravado pela opção de cancelamento", diz Wood.

20h54 - Advogado de Djokovic diz que foi "irracional" para o ministro considerar que o sentimento antivacina pode fluir de Djokovic ter permissão para ficar, mas não que também possa fluir de "ação coercitiva do Estado", sendo o cancelamento do visto e a deportação de Djokovic.

20h42 - A Adria Tour agora está sendo discutida pelos advogados de Djokovic. Eles dizem que Djokovic não "endossou" nenhuma das falhas no distanciamento social naquele evento que levou a esse surto de casos positivos.

20h35 - Wood diz que a ação de ativistas tem sido contra o Estado, pela coerção ou "empurrões muito fortes" para se vacinar, como as obrigatoriedades de vacinação para entrada em determinados locais.

20h30 -O advogado de Djokovic tenta alegar que seu cliente jogou todos os Grand Slams e torneios ao redor do mundo, com a mídia por toda parte, e "não mobilizou nenhum grupo anti-vax".

20h25 - Ministro da Imigração, Alex Hawke defende que a presença de Djokovic na Austrália pode levar ao sentimento aflorado contra as vacinas, com pessoas preferindo não tomas as doses necessárias.

20h15 - Wood está apontando agora para as reportagens da mídia incluídas nas razões da decisão - há um artigo da BBC sobre o que Djokovic disse sobre vacinas, bem como relatos de "agitação civil" anti-vacinação.

20h10 - Wood diz que o ministro observou que ele não leu as informações médicas fornecidas por Djokovic. (O Sr. Hawke observou que ele não era médico.) Mas ele observou que confiava em informações médicas dizendo que Djokovic era "risco insignificante" de transmitir o COVID-19 a outras pessoas.

20h05 - Wood está lendo agora relatos da mídia, dizendo que Djokovic disse que se opunha às vacinas, mas depois esclareceu que não era especialista, mantinha a mente aberta e queria escolher o que era melhor para seu corpo. Ele diz que é inexplicável essa parte não ter sido citada pelo ministro.

20h02 - Advogados de Djokovic defendem que, em caso de deportação do sérvio, o sentimento anti-vacina pode ganhar força, com o tenista como uma espécie de mártir.

19h45 - Um dos advogados de Djokovic, Nick Wood está de pé, iniciando as finalizações sobre seu cliente. Ele diz que quer se concentrar na afirmação dos motivos da decisão pelo ministro da Imigração, Alex Hawke. Mais tarde, ele lidará com os motivos da revisão.

19h36 - A audiência que definirá o destino de Novak Djokovic começou. O processo ocorre de forma online, com os juízes em diferentes locais.

banner
banner