X

Argentinos se revoltam com teste positivo de Felipe Meligeni em SP

Domingo, 05 de dezembro 2021 às 12:30:36 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Vários tenistas argentinos se manifestaram ao longo deste sábado em protesto contra o torneio challenger de São Paulo, realizado na Hípica de Sto. Amaro alegando que a ATP teria encoberto um caso positivo de COVID-19 do tenista Felipe Meligeni.



Oficialmente o brasileiro testou positivo neste sábado e não pôde entrar em quadra para encarar o italiano Luciano Darderi na semifinal. 

De acordo com os tenistas argentinos, Felipe teria dado positivo no exame realizado na quinta-feira, apresentou um teste antígeno na sexta-feira com resultado negativo e após sintomas leves deu positivo no sábado e acabou sendo retirado do torneio.

Meligeni jogou simples e duplas na sexta-feira derrotando Andrea Collarini em três sets e vencendo a semi de duplas ao lado de Rafael Matos batendo Pedro Cachin e o uruguaio Martin Cuevas.

"A @atptour e o @ATPChallenger devem dar explicações sobre o que aconteceu na Challenger em São Paulo (pelo menos aos prejudicados) e tomar as devidas providências no caso, caso não queiram perder credibilidade. É um problema de saúde, não é um jogo", disse Cachin.

"Estava ligando para pedir explicações, alguns não responderam e outros me disseram que estão sendo informados. Nesse mundo corrupto, me faz pensar que tudo está sendo montado para que fique dentro das regras. UMA VERGONHA", disse Collarini.

 

Carlos Berlocq, ex-tenista argentino com grandes aparições na Copa Davis e no top 100, disse ter falado com a ATP e o supervisor, o mexicano Jaime Chavez: "Falei com o supervisor, o torneio, a ATP e nem eles sabem que decisão séria que tomaram. Este não é um jogo, é a saúde mundial. Espero que haja penalidade para os responsáveis".
 

A ATP ainda não se posicionou sobre o caso.

banner
banner