X

Pennetta critica variação de campeãs na WTA: 'Há algo errado'

Quarta, 20 de outubro 2021 às 13:51:14 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Candidata a ser introduzida no Hall da Fama do Tênis, a italiana Flavia Pennetta, campeã do US Open 2015, concedeu entrevista ao jornal Corriere della Serra, e falou sobre como vê a atual "oscilação de domínio" no circuito feminino.



A italiana foi questionada sobre o fato de que nas últimas 5 temporadas, os quatro torneios do Grand Slam tiveram uma campeã diferente cada e opinou: "Eu não gosto disso. O que está acontecendo, essa descontinuidade muito forte, na minha opinião, não é boa para o tênis. Na minha época, nunca poderia ter acontecido que uma menina que começou nas eliminatórias, como Emma Raducanu em Nova York, ganhasse um Grand Slam. As melhores atletas faziam muita diferença. Há algo errado. Falta carisma, então o tênis feminino fica mais difícil de vender".

Pennetta foi então questionada sobre se este fenômeno ocorria pelo "declínio" de Serena Williams e pontuou: "As muito jovens, Raducanu e [Leylah] Fernandez, tudo indica que estão se confirmando. Uma Rainha do Grand Slam não pode desaparecer no ar. Eu nunca estive entre as estrelas, mas estive quinze anos em um alto nível, e Francesca Schiavone também".

A esposa de Fabio Fognini, que foi número 1 do mundo nas duplas, também comentou a campanha para conquistar votos para ser a próxima introduzida ao Hall da Fama do Tênis: "Meu pai diz que sou uma péssima política e está certo. Estou mandando mensagens para amigos, vou usar o Instagram, vejo muitos torcedores italianos do tênis entusiasmados, estou impressionada com a atenção da mídia para com isso".

O jornalista então questionou a italiana sobre a luta por votos, considerando as ex-duplistas Cara Black (Zimbabue) e Lisa Raymond (Estados Unidos) "pouco perigosas" e que sua adversária por votos é mesmo Ana Ivanovic (Sérvia), a popular ex-número 1 do mundo e campeã de Roland Garros em 2008. "Junto com Serena Williams, minha grande rival, a propósito. Eu não conseguia descobrir onde ela estava jogando a bola, ela estava me deixando louca. Cinco partidas, entre simples e duplas, e cinco derrotas de Wimbledon 2005 a Miami 2014. Que raiva ...!".

Pennetta ainda briga por votos com dois ex-números 1 do mundo, os espanhóis Carlos Moyá e Juan Carlos Ferrero: "O confronto com o Moya é engraçado, estou me divertindo. Será osso duro de roer porque ele ficou no circuito com o Rafa [Nadal] e tem de grande visibilidade. Ferrero me preocupa menos", disse ela rindo sobre Moyá, que foi seu noivo.

banner
banner