X

Thiem: 'Não tive nenhum medo de vir pra cá'

Sábado, 22 de agosto 2020 às 12:31:06 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Dominic Thiem, número três do mundo, acredita que o Masters 1000 de Cincinnati, em Nova York, está muito forte mesmo com desfaques de Rafael Nadal, Roger Federer, Stan Wawrinka e Nick Kyrgios. O torneio começa na segunda-feira.



Thiem é o segundo favorito ao título e enfrenta o italiano Salvatore Caruso ou o sérvio Filip Krajinovic na estreia: "Tênis é um esporte muito mental e acredito que faz mais difícil sem público porque você imagina jogando um quinto set na quadra Arthur Ashe, sessão noturna, passando da meia-noite, em uma noite normalvocê pega energia dos fãs", disse Thiem em coletiva feita pelo Zoom. 

"Eles dão muito pra você, toda a atmosfera. E agora, com estádio vazio, talvez seu treinador e sua equipe fazem, acho que muito, muito, sozinho, muito, muito duro. Será muito interessante essa experiência, mas a mesma para todo mundo. Quem fizer melhor isso, vai lidar melhor com essas circunstâncias especiais, será quem vai levantar o troféu no fim".

"Honestamente, estou zero porcento nervoso ou com medo de viajar. Acho que está mais seguro que qualquer outro lugar do planeta. Está diferente. Quem vencer esse título, realmente vai merecer e vai merecer em qualquer ano. A chave está super forte".

O austríaco comparou o retorno do circuito com um jogo de cartas. Foram cinco meses de suspensão: "É preciso jogar as cartas de forma inteligente...Definitivamente até o fim do ano, será bem atarefado e não será fácil fazer uma boa programação, jogar todos esses torneios fisicamente e mentalmente 100%. Mas vou tentar dar meu melhor".

 

banner
banner