X

Pouille cria fábrica de terminais de álcool gel

Sábado, 09 de maio 2020 às 16:45:37 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Ex-top 10, o tenista francês Lucas Pouille se uniu a um amigo para criar a marca Hygy, para fabricar terminais de álcool gel . Em menos de dez dias foram produzidos mais de mil unidades.

O tenista aproveitou a ociosidade do circuito, previsto para voltar em julho. São quatro tipos de produtos personalizados que vão de 199 até 2.500 euros. Parte dos lucros será doada à fundação Hôspital de France.

“A empresa do meu amigo Maxime Rousseaux ficou completamente parada", explica o antigo número 1 francês: "Pensamos que seria uma ótima idéia criar esta nova marca, com a qual ingressei, para lançar esses terminais que não precisamos tocar com as mãos e que também permitem, através de sua tela, se tornar uma ferramenta de comunicação."

Pouille está convencido disso: amanhã não será como ontem. "As regras de saúde serão muito diferentes e durarão muito tempo", explica ele. "Cada empresa, loja ou restaurante deverá poder fornecer gel. Nunca viajei com uma máscara, quase não ponho gel nas mãos. Hoje, tenho minha garrafinha comigo o tempo todo. Será ancorado na alfândega, um novo reflexo."

Os terminais Hygy são montados em Vendôme. Alguns modelos são automáticos com uma tela de exibição dinâmica, outros operam usando um pedal.

Os terminais Hygy são montados em Vendôme. Alguns modelos são automáticos com uma tela de exibição dinâmica, outros operam usando um pedal.

Os terminais são fabricados na França, fabricados na fábrica de Vendôme (Loir-et-Cher), que geralmente abriga a produção da Elecom. Em menos de dez dias, mais de 1000 já foram vendidos, com prazos de entrega muito curtos: "Produzimos de 1.000 a 1.500 por semana", diz Maxime Rousseaux, que foi atingido pelo Covid-19 no início de abril. O objetivo é vender 12.000 antes do final de maio e abrir seis países vizinhos dos quais recebemos muitos pedidos. "

"Não é pessimista, apenas realista" Depois que a marca de roupas foi lançada com sua esposa Clémence no ano passado, o vencedor da Copa Davis de 2017 está se diversificando. "Estou aprendendo e acho super interessante. Sairei dessa crise com outras capacidades. A coisa mais importante que aprendi é que você precisa controlar o que pode controlar. E isso tem a ver com a quadra, no sentido de que você precisa se concentrar no que pode gerenciar: seu tênis, sua atitude, sua preparação, sua seriedade, sua minúcia. Tudo isso é externo, deve ser desconsiderado, pois você não pode fazer nada sobre isso. "

Pouille está inscrito no torneio de exibição na academia de Patrick Mouratoglou, no sul da França, em 13 de junho.
teninews.com.br
br.jooble.org