X

Congelamento dos rankings sela classificação Olímpica. Confira!

Quinta, 19 de março 2020 às 08:00:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Por Marden Diller – Mediante a crise de saúde global causada pelo coronavírus (Covid-19), o circuito profissional de tênis voltou a sofrer uma nova suspensão, desta vez até o dia 8 de junho, pulando totalmente a gira europeia de saibro.



O retorno marcado para junho coincide com o prazo final de qualificação para as Olimpíadas de Tóquio — que seguem confirmadas pelo Comitê Olímpico Internacional. Caso os dirigentes do esporte não promovam nenhuma mudança, o ranking atual — que foi congelado — será o mesmo de acesso para os Jogos. Desta forma, o Tênis News fez um levantamento de quais seriam os atletas classificados por ranking para as Olimpíadas.

Lembrando que o critério de classificação contempla 56 atletas por ranking, com número máximo de quatro por país. As demais vagas são contempladas para os medalhistas de ouro e prata nos Jogos Pan-Americanos, onde garantimos um brasileiro na chave, já que João Menezes conquistou a competição, e o medalhista de prata Tomas Barrios.

Outras duas vagas são dadas ao medalhista de ouro nos Jogos Asiáticos, o uzbeque Denis Istomin, e ao medalhista de ouro dos Jogos Africanos, o egípcio Mohamed Safwat. Além destes, os melhores ranqueados europeu e da Oceania, de países que ainda não foram representados, também receberão convites, neste caso o húngaro Attila Balazs e o tenista das Ilhas Marianas do Norte, Colin Sinclair.

As últimas duas vagas remanescentes consistem em um convite para um tenista do país sede, que ainda não foi anunciado, e um convite a um ex-medalhista olímpico ou campeão de Grand Slams que não atenda aos pré-requisitos de classificação.

É bom lembrar que a classificação olímpica é definida também pela Federação de cada país e jogadores precisariam estar aptos as disputas da Copa Davis e Fed Cup nos anos anteriores. Também é possível que um ou outro atleta opte por não disputar os Jogos como foi o caso de Dominic Thiem e Roger Federer na Rio-2016.

Confira a lista da chave masculina:

1 – Novak Djokovic

2 – Rafael Nadal

3 – Dominic Thiem

4 – Roger Federer

5 – Daniil Medvedev

6 – Stefanos Tsitsipas

7 – Alexander Zverev

8 – Matteo Berrettini

9 – Gael Monfils

10 – David Goffin

11 – Fabio Fognini

12 – Roberto Bautista Agut

13 – Diego Schwartzman

14 – Andrey Rublev

15 – Karen Khachanov

16 – Denis Shapovalov

17 – Stan Wawrinka

18 – Cristian Garin

19 – Grigor Dimitrov

20 – Felix Auger-Aliassime

21 – John Isner

22 – Benoit Paire

23 – Dusan Lajovic

24 – Taylor Fritz

25 – Pablo Carreño Busta

26 – Alex De Minaur

27 – Nikoloz Basilashvili

28 – Daniel Evans

29 – Hubert Hurkacz

30 – Milos Raonic

31 – Kei Nishikori

32 – Filip Krajinovic

33 – Borna Coric

34 – Jan-Lennard Struff

35 – Guido Pella

36 – Casper Ruud

37 – Marin Cilic

38 – Adrian Mannarino

39 – Reily Opelka

40 – Nick Kyrgios

41 – Albert Ramos-Vinolas

42 – Hugo Humbert

43 – John Millman

44 – Kyle Edmund

45 – Sam Querrey

46 – Lorenzo Sonego

47 – Miomir Kecmanovic

48 – Yoshihito Nishioka

49 – Alexander Bublik

50 – Pablo Cuevas

51 – Aljaz Bedene

52 – Juan Ignacio Londero

53 – Jordan Thompson

54 – Jiri Vesely

55 – João Sousa

56 – Radu Albot

57 – João Menezes

58 – Tomás Barrios

59 – Denis Istomin

60 – Mohamed Safwat

61 – Attila Balazs

62 – Colin Sinclair

63 -

64 -

 

Chave Feminina

 

Na chave feminina, o critério de classificação é exatamente o mesmo, com 56 atletas entrando direto pelo ranking. No entanto, enquanto a medalhista de ouro do Pan-Americano, a argentina Nadia Podoroska, entre na classificação, a medalhista de prata Caroline Dolehide ficará de fora, já que a regra determina que ela só poderia receber a vaga caso quatro tenistas norte-americanas não se classificassem direto.

A segunda vaga Pan-Americana fica, então, com a medalhista de bronze Veronica-Cepede Royg. A vaga dos Jogos Asiáticos, que seria da chinesa Qiang Wang — classificada por ranking — seria herdada indiana Ankita Raina, enquanto a vaga dos Jogos Africanos ficaria com a egípcia Mayar Sherif.

Para a vaga de nação europeia ainda não representada aparece a montenegrina Danka Kovinic; enquanto para a Oceania aparece a tenista de Papua-Nova Guiné Abigail Tere-Apisah. Nenhum dos dois convites finais ainda foi definido pela ITF.

 

Confira a lista da chave feminina:

1 – Ashleigh Barty

2 – Simona Halep

3 – Karolina Pliskova

4 – Sofia Kenin

5 – Elina Svitolina

6 – Bianca Andreescu

7 – Kiki Bertens

8 – Belinda Bencic

9 – Serena Williams

10 – Naomi Osaka

11 – Aryna Sabalenka

12 – Petra Kvitova

13 – Madison Keys

14 – Johanna Konta

15 – Petra Martic

16 – Garbiñe Muguruza

17 – Elena Rybakina

18 – Marketa Vondrousova

19 – Alison Riske

20 – Maria Sakkari

21 – Angelique Kerber

22 – Anett Kontaveit

23 – Elise Mertens

24 – Donna Vekic

25 – Dayana Yastremska

26 – Karolina Muchova

27 – Ekaterina Alexandrova

28 – Qiang Wang

29 – Anastasia Pavlyuchenkova

30 – Svetlana Kuznetsova

31 – Yulia Putintseva

32 – Sasai Zheng

33 – Shuai Zhang

34 – Magda Linette

35 – Julia Goerges

36 – Nos Jabeur

37 – Veronika Kudemertova

38 – Jelena Ostapenko

39 – Kristina Mladenovic

40 – Anastasija Sevastova

41 – Rebecca Peterson

42 – Polona Hercog

43 – Gabriela Garcia

44 – Iga Swiatek

45 – Heather Watson

46 – Fiona Ferro

47 – Su-Wei Hsieh

48 – Ajla Tomljanovic

49 – Alison Van Uytvanck

50 – Alizé Cornet

51 – Victoria Azarenka

52 – Jill Teichmann

53 – Zarina Diyas

54 – Laura Siegemund

55 – Arantxa Rus

56 – Tamara Zidansek

57 – Nadia Podoroska

58 – Veronica Cepede Royg

59 – Ankita Reina

60 – Mayar Sheriff

61 – Danka Kovinic

62 – Abigail Tere-Apisah

63 -

64 -