X

Murray fará testes para ver se volta ou passa por nova cirurgia

Terça, 25 de fevereiro 2020 às 20:46:52 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Ex-número 1 do mundo, Andy Murray revelou ao jornal Metro que fará treinamentos intensos nas próximas semanas para avaliar se segue a temporada ou se passa por cirurgia no quadril. Ele encerrou a temporada regular de 2019 com título na Antuérpia, na Bélgica.



Mas pouco depois Andy voltou a sentir dores e desistiu das competições messe início de 2020: "Necessito fazer treinamentos muito intensos e provar realmente. Tenho umas semanas para saber exatamente como posso aguentar meu corpo e testar o estado do meu quadril. Se responde bem seria genial, se as dores persistirem terei que passar pela mesa de cirurgia para eliminar o problema", disse Murray.

"O problema se desenvolveu nos últimos meses uma espécie de hematoma. Minhas dores ficam na região da virilha assim que tudo indica que poderia ter um hematoma ósseo no púbis. Em Madri, por exemplo, (Copa Davis) isso me causava espamos e muitas dores. Custou muito para reabsorver  e agora temos que analisar bem se danificou estruturalmente algo em meu quadril".

Caso tenha que fazer a cirurgia, seria a terceira nos últimos anos: "Seria muito difícil estar jogando torneios com dores. Isso é o que me faz pensar que o melhor seria operar o quanto antes já que é uma operação simples e com um período de reabilitação de seis ou oito semanas. Se for para a cirurgia, chegaria a tempo para jogar na grama (em junho) . Espero que quando começar a provar não sinta nenhuma dor, mas está claro que agora me preocupa estar nessa situação de incertezas. Tudo indica que o hematoma começou a vir depois de minha última operação e agora farão 13 meses desde que operei. Vou provar".

"Se tiver que operar minha esperança é que faça artroscopia porque se tiverem que abrir de novo, o período de recuperação é mais longo."

"Meu objetivo é voltar a jogar os Grand Slams. Sinto saudades, foi duro perder o Australian Open quando começava a jogar bem e minhas sensações eram positivas".