X

Paire recebe maior multa do Australian Open. Cornet é a única mulher

Terça, 28 de janeiro 2020 às 13:58:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O francês Benoit Paire foi o tenista que recebeu a maior multa aplicada pela organização do Australian Open, até o momento nesta edição. Sua compatriota, Alizé Cornet foi a única mulher multada até agora.



Entre os homens, 15 são os indisciplinados, sendo a Sérvia, a Itália e a própria Austrália, as nações com mais punidos, dois cada uma.

O primeiro tenista multado foi o taiwanês Jason Jung, que em partida da segunda rodada do qualificatório recebeu uma multa de US$ 1 mil dólares por "Abuso de raquete ou equipamento". Mesmo código que puniu o italiano Jannik Sinner, o sérvio Filip Krajinovic e o australiano Jordan Thompson, todos em partida válida pela segunda rodada da competição, as multas foram respectivamente de US$ 2 mil, US$ 2.500 e US$ 3 mil. O local Nick Kyrgios também foi multado por "abuso de raquete ou equipamento", mas em partida das oitavas de final e multa de US$ 3 mil.

O italiano Fabio Fognini foi multado em duas oportunidades, em partida válida pela primeira rodada recebeu multa de US$ 2.500 por "abuso de raquete ou equipamento" e no jogo de oitavas de final multa no valor de US$ 3 mil por "conduta antidesportiva".

O argentino Marco Trungelitti, o letão Ernests Gulbis, o britânico Cameron Norrie e o sérvio Miomir Kecmanoic receberam multa por infringir no código de "obscenidade auditiva" e foram multados em valores entre US$ 1.500 e US$ 2.500.

A maior multa foi dada a Paire, que pegou multa de US$ 7.500 por "conduta antidesportiva" em sua partida de primeira rodada, em vitória em cinco sets sobre o alemão Cedrik Marcel Stebe.

Alize Cornet foi a única mulher multada em US$ 2.500 por "obscenidade auditiva" praticada em sua partida de segunda rodada.