X

Tenista brasileiro acusa chileno de racismo durante future de SP

Sexta, 18 de outubro 2019 às 21:08:44 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O tenista carioca Christian Oliveira, natural da comunidade de Gardênia Azul, no Rio de Janeiro, acusou o chileno Bastian Malla de racismo na noite desta sexta-feira nas semifinais de duplas do future de São Paulo jogado no Clube Paineiras. 



"Ainda não tenho palavras para dizer o que estou sentindo neste momento. Estava tudo ocorrendo bem, eu ali fazendo o que mais gosto, infelizmente ainda existem pessoas preconceituosas e racismo ainda existe, o chileno Bastian Malla passou do meu lado e me chamou de "macaco", isso dói muito mais que um soco, não tenho vergonha de ser negro, tenho muito orgulho de mim, quem me conhece sabe que vim da favela e nunca tive vergonha disso. Sim sai da favela e estou jogando em alto nível um esporte que muitos dizem que os negros podem jogar, mas estou aqui para mostrar que não é bem assim (...) o jogo estava sendo televisionado, espero que a ITF ache as imagens e tome uma atitude", disse o atleta que espera as imagens para dar queixa do chileno.

De acordo com o jornalista Alexandre Cossenza, do UOL, o jogo seguiu até a vitória dos chilenos com a torcida brasileira hostilizando a dupla adversária. 

Após o jogo o Tênis News escutou a assessoria de imprensa do torneio que informou que o tenista Malla negou a ofensa e que nenhum árbitro ou outro jogador da partida escutou a palavra proferida pelo atleta.