X

Descontente com próprio jogo, Djokovic decreta: 'Vejo Tsitsipas como futuro Nº1'

Sexta, 11 de outubro 2019 às 11:03:09 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O sérvio número 1 do mundo, Novak Djokovic, conversou com os jornalistas pouco após levar a virada pelas quartas de final do Masters de Xangai, na China, do grego Stefanos Tsitsipas, por quem se disse dominado hoje e vê como potencial número 1.



"Comecei em um nível muito bom, me sentia confortável, via que era eu quem ditava o ritmo, mas tudo mudou no segundo e terceiro set. Não tive a consistência e potência suficientes em meus golpes para segui dominando e permiti que ele ditasse o jogo. Não tive oportunidades de quebras, ainda que ele tenha sacado muito bem, me saltou intensidade. De qualquer forma, Stefanos encaixou um jogo excelente, dou-lhe todo o crédito da vitória. Mesmo que eu não esteja contente com o jogo que apresentei, ele mereceu a vitória", declarou o sérvio após a derrota.

Questionado sobre se estava mal fisicamente, o sérvio foi sincero, sem se expor muito: "A verdade é que não. Estou bem de saúde e não tive problemas. Simplesmente este é um dos dias em que não encontras a inspiração necessária para ganhar de um grande rival; Esteve muito agressivo em todo o tempo, seu primeiro golpe na bola ou seu saque foram excelentes. Vejo Stefanos com potencial necessário para ser número 1 no futuro", pontuou Djokovic.

O sérvio fez questão de mostrar que a lesão no ombro esquerdo que o tirou do US Open e chegou a por em dúvidas sua participação na gira asiática está distante: "Por agora, não há nada diferente do programado anteriormente. Jogarei em Paris e Londres", decretou.