X

Bellucci lamenta falta de convicção após derrota em Campinas

Sexta, 04 de outubro 2019 às 22:56:05 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Pelo segundo ano consecutivo, a caminhada do paulista Thomaz Bellucci em Campinas chegou ao fim nas quartas de final. No encerramento da rodada desta sexta-feira, o número 4 do Brasil acabou superado pelo argentino Federico Coria, cabeça-de-chave 5, com parciais de 6/4 7/6(1), em 1h51.



“Comecei o jogo muito tenso, cometendo muito erros”, lamentou Bellucci. “Ele cobre bem a quadra, tem uma bola lenta que por mais que eu atacasse, talvez eu devesse ter entrado um pouco mais na quadra, subido mais à rede. Mas ao mesmo tempo ele é muito rápido de fundo de quadra, praticamente chegava em todas as bolas. Talvez tenha faltado um pouco de convicção nas bolas de dentro de quadra”.

As semifinais na Sociedade Hípica de Campinas têm início às 13h neste sábado, com o duelo inédito entre o indiano Sumit Nagal e o argentino Juan Pablo Ficovich. Em seguida, Coria enfrenta o peruano Juan Pablo Varillas pela terceira vez na carreira – o histórico entre eles está empatado. O torneio oferece US$ 54 mil em premiação e o campeão será conhecido no domingo, a partir das 11h, com transmissão ao vivo do SporTV 3.

Bellucci sofreu duas quebras de saque rapidamente, aos poucos equilibrou as ações, mas só venceu um game no saque de Coria no primeiro set. A segunda parcial caminhava no mesmo ritmo quando o argentino chegou a sacar em 4/1 e 40-15. Porém, o paulista devolveu as duas quebras e levantou a torcida ao liderar pela primeira vez, por 6/5. Coria diminuiu os erros e barrou a reação de Bellucci para avançar no tiebreak.

“Acho que também tem coisas positivas, de ter conseguido administrar situações difíceis do jogo e quase ganhado o segundo set. Baixei um pouco a intensidade, cansei um pouco nos últimos games. Estava muito tenso o jogo inteiro, gastei muita energia e acabei errando muitas bolas no final. Várias bolas saíram por pouco, você perde confiança e é meio uma bola de neve”, acrescentou o paulista.

No segundo jogo desta sexta, Varillas eliminou o equatoriano Diego Hidalgo, por 6/1 6/2, e tentará alcançar a primeira final de Challenger da carreira. “Venho de três semanas muito boas e este torneio está coroando o trabalho árduo que tenho feito. É a minha primeira vez aqui e gostei muito, é um torneio de primeira categoria. Aqui faz calor, mas é seco. Eu não sinto tanto e acho que é um ponto a meu favor”, analisou o peruano. O 332º colocado já garantiu a entrada no top 300 com a campanha em Campinas.

A rodada tem início às 11h com a segunda semifinal de duplas. O carioca Fernando Romboli e o mexicano Miguel Angel Reyes Varela, cabeças 1, enfrentam o campineiro Felipe Meligeni e o venezuelano Luis Davis Martinez. Cabeças 4, Orlando Luz e Rafael Matos aguardam na decisão, que acontece domingo.