X

Natan faz história com o BI do Bahia Juniors. Sofia vence no feminino

Sábado, 28 de setembro 2019 às 23:27:40 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O baiano Natan Rodrigues se consagrou na tarde deste sábado ao conquistar o título da 35ª edição do Bahia Juniors Cup. Ele se tornou o primeiro homem bicampeão da história do evento que já teve nomes como Gustavo Kuerten, Fernando Meligeni, André Sá, Marcelo Melo, entre outros. A competição contou com atletas de onze países e foi disputada no Clube Bahiano de Tênis.



Natan levantou a torcida ao superar o paraense Joaquim de Almeida por 7/6 (7/4) 6/4 em uma disputa apertada concluindo o jogo somente no sétimo match-point. Natan teve 5/2 no primeiro set e precisou do tie-break para concluir e no segundo set viu o bravo paraense salvar seis match-points e encostar em 4/5 até que o baiano concluísse a partida.

O tenista de Salvador vibrou com o feito. Ele esteve no começo do ano no top 40, mas caiu após ter apendicite e complicações no intestino. Foram dois meses longe das quadras e retorno em Wimbledon onde venceu uma rodada no torneio mais importante do mundo. Ainda disputou o US Open. Ele se emocionou na cerimônia de entrega de troféus: "Muito bom bicampeonato, lugar onde muita gente vem só pra me ver, me sinto muito bem jogando aqui. Esse ano tive problemas de saúde, perdi um pouco de desempenho, mas espero que esse evento alavanque essa reta final de temporada".

"Tive 5/2 no primeiro set. alguns set-points também que não converti, ele cresceu, ganhou confiança, ficou jogo tete a tete, no segundo saí quebrando, senti a ansiedade no 5/2 pra fechar o jogo, mas segui firme no meu outro game de saque para sair com essa conquista".

Natan é cria de Evaldo Silva em Salvador, mas desde o ano passado treina em São José do Rio Preto na Alves & Oliveira Team e um de seus treinadores, Thiago Alves, ex-top 100 no profissional e que enfrentou Roger Federer no US Open destacou a importância da conquista do tenista baiano: "Com certeza ele resgata a confiança para o restante da temporada, é um torneio muito importante para ele, tem um carinho especial por ser na casa dele, é o torneio mais importante da Bahia", disse Thiago.

Natan agora foca no profissional e jogará o quali do challenger de Campinas (SP) depois torneios profissionais no Rio de Janeiro e São Paulo.

Já o paraense Joaquim de Almeida realizou sua maior final na carreira e saiu de cabeça erguida apesar da derrota: "Lutei bastante, mas não deu, parabéns ao Natan que mereceu essa conquista e vem fazendo um ótimo trabalho. Saio daqui positivo, foi uma ótima semana, minha maior final, gosto muito de jogar aqui na Bahia e fico confiante para o restante do ano", disse o atleta que há três anos treina na Tennis Route, no Rio de Janeiro.

Na noite de sexta-feira, Natan e o parceiro João Loureiro superaram na final o argentino Ezequiel Monferrer e o uruguaio Francisco Llanes por 6/3 3/6 10/3 e levaram o caneco de duplas. No feminino a catarinense Namie Isago e Isabel Oliveira superaram as gêmeas japonesas Mao e Mio Mushika e ficaram com o caneco.

No feminino, gaúcha Sofia Mendonça surpreende favorita virando batalha de 3h

A gaúcha de Santa Cruz do Sul, Sofia Mendonça seguiu o conto de fadas na semana em Salvador e conquistou o título numa das maiores batalhas que o torneio já viu. Ela virou jogo de mais de três horas contra a uruguaia Guillermina Grant com 4/6 6/4 6/4. Sofia esteve perdendo por 6/4 4/1 e uniu forças da torcida baiana que a empurrou para seu primeiro troféu na carreira: "Primeiro título, hoje não joguei contra nome, contra nada, só tentei dar o melhor e sair com a vitória não tenho nem palavras. Vencer esse torneio vai fazer toda a diferença, é a virada dachavinha da minha carreira, e só tenho a agradecer ao Clube Paineiras que me ajuda financeiramente e na parte técnica", celebrou a jogadora que destacou o que fez a diferença para a virada.

"Primeiro set muito parelho, fiquei na vantagem até a metade daí me perdi um pouco, comecei melhor o segundo set, mas falhando. A diferença foi que comecei a acreditar mais em mim, jogando ponto a ponto".

Foram definidos neste sábado os campeões dos 14 e 16 anos, torneios com pontos para o ranking Sul-Americano. Nos 16 anos troféu para Lucas Muratori marcando 3/6 6/4 6/3 em Luis Miguel. Nos 14 anos caneco para Felipe Manarin superando Ettore Danesi por 6/3 6/2.

Gian Biglia, promotor do Bahia Juniors Cup desde 2011 destacou a importância da competição para o tênis brasileiro: "Por aqui passaram campeões de Grand Slam recentemente. Natan Rodrigues mais uma vez fez as honras da casa, fez história, primeiro bicampeão do torneio no masculino, já está disputando os Slams pelo mundo e quemsabe vai beliscar uma conquista dessas em breve. Tivemos aqui o Thiago Wild campeão em 2017 e vencedor do US Open no ano seguinte, Felipe Meligeni vencendo o US Open duplas, Matheus Pucinelli ganhando Roland Garros dupla este ano. Temos orgulho de revelar grandes nomes para o cenário mundial e vamos vir com força para o ano que vem".

Hall dos Campeões:

18 Anos - Natan Rodrigues (BRA) / Sofia Mendonça (BRA) - Duplas - Natan Rodrigues/João Loureiro (BRA) / Namie Isago/Isabel Oliveira (BRA)
16 Anos - Lucas Muratori (BRA) / Catarina Melleiro (BRA) - Duplas - Victor Alves/Rodrigo Cunha (BRA) / Catarina Melleiro/Carol Oliveira (BRA)
14 Anos - Felipe Manarin (BRA) / Karoline Oliveira (BRA) - Duplas - Ana Ramos/Luiza Esteves (BRA) / Ettore Danesi e Lucas Couy (BRA)
12 Anos - Artur Brom (GO) - Duplas - Pedro Burin (SP) e Victor Rocha (BA)

O 35º Bahia Juniors Cup teve o patrocínio da SUDESB - Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia e contou com os apoios da Gatorade, Peugeot, Wilson, Clube Espanhol, Performance Pisos e Reveste Bege.