X

Murray diz não estar ansioso para voltar a enfrentar Federer, Nadal e Djokovic

Sexta, 13 de setembro 2019 às 13:54:11 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O escocês Andy Murray participou da apresentação de um novo suplemento do qual é garoto propaganda em Londres e conversou com os jornalistas sobre suas expectativas. Murray quer jogar na Copa Davis, mas estuda a possibilidade de disputar ATP Cup.



Questionado se está pronto e ansioso para defrontar seus principais adversários no circuito, o suíço Roger Federer, o espanhol Rafael Nadal e o sérvio Novak Djokovic, o escocês não fez-se de rogado: "Estou ansioso para fazê-lo se, fisicamente bem, sou capaz de competir com eles", disse ele em fala publicada pelo jornal local The Guardian. “Não estou ansioso para ir à quadra contra um desses caras e não sentir que tenho uma chance de vencer, que, se jogasse com eles amanhã, seria assim", seguiu.

"Quando treinei com Novak na Austrália no inicio deste ano, achei aquilo duro, mesmo que aquilo fosse um treino. Eu me senti horrível e achei muito difícil. Se eu estiver capaz de competir contra ele e sentir que posso ganhar, mesmo que seja uma chance pequena. eu curtirei isso, com certeza. Mas, não me sentindo que posso ser competitivo e me sentir bombardeado, provavelmente eu não iria gostar", completou.

O escocês também foi perguntado se tem planos de defender a Grã-Bretanha na Copa Davis, que será disputada em novembro em Madri, na Espanha, e mostrou-se dividido. "Se Leon [Smith, o capitão da equipe] me pedisse para jogar em dupla, eu faria. [Mas] eu gostaria de jogar singles, obviamente, dado que é para isso que estou treinando agora. Gosto de estar com todos os caras e com o ambiente de equipe. Estou curioso para experimentar o novo formato. Embora houvesse falhas no outro formato, eu realmente gostei de muitas partidas, algumas das melhores atmosferas em que eu joguei”, pontuou.

Entretanto, há situações que podem impedir a presença de Murray em Madri e uma delas é a possibilidade de se aplicar com ranking protegido para a ATP Cup e utilizar o torneio como preparação para o Australian Open 2020. Se eu usar meu [ranking] protegido, jogarei como o jogador número um [britânico]", disse ele. “Mas o Australian Open seria a prioridade para mim. Eu não quero ir lá e não jogar nenhuma partida [antes]", declarou e seguiu: "Se estou apenas cuidando de mim, entro agora, jogo como o número um e me garanto para jogar três partidas, isso é ótimo. Mas não é assim que as competições por equipe funcionam. Você deve procurar o que é melhor para a equipe e como vai vencer. Conversei com alguns jogadores britânicos e disse que, se não vou jogar, não irei. Não sei se existe uma maneira: talvez se todos concordassem em jogar dois jogos de simples cada, o que significaria que temos jogos garantidos", explicou.

Além de Murray, a Grã-Bretanha poderá classificar Kyle Edmund (32º da ATP), Dan Evans (48) e Cameron Norrie (67). O país ainda tem três jogadores de duplas entre os 30 melhores do mundo, Jamie Murray (14º), Joe Salisbury (24º) e Neal Skupski (29º), que também terão ranking para aplicar na ATP Cup.