X

Nadal cola em Djokovic na briga pelo Nº1. Medvedev top 4. Berrettini top 15

Segunda, 09 de setembro 2019 às 08:05:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O tetracampeonato do US Open conquistado pelo espanhol Rafael Nadal o fez somar pontos bastante importantes e o colocou a 640 pontos de distância do sérvio Novak Djokovic, atual número 1 do mundo. A final em Nova York colocou o russo Daniil Medvedev no top 4.



Nadal que na temporada 2019 fez final no Australian Open, conquistou o título de Roland Garros, fez semifinais em Wimbledon e agora com o título do US Open, é o melhor tenista do ano e a partir de agora passará a somar pontos até o fim do ano, pois em 2018 encerrou sua temporada no US Open em razão de uma lesão no joelho.

Djokovic, por sua vez, defende até o fim da temporada 2600 pontos, que incluem o título do Masters 1000 de Xangai, na China, e os vice-campeonatos do Masters 1000 de Paris e do ATP Finals.

Estreias e surpresas do US Open

A grande campanha do vice-campeonato do russo Daniil Medvedev rendeu-lhe a estreia entre os quatro melhores do mundo. A última vez que o russo ocupou este posto foi em agosto de 2008 com Nikolay Davydenko.

Semifinalista de um Grand Slam pela primeira vez na carreira o jovem Matteo Berrettini ganhou 12 posições e estreou no top 15 e é o 13º do ranking da ATP. Quadrifinalista do US Open, o argentino Diego Schwartzman ganhou cinco posições e voltou a 16ª do ranking. 

A principal surpresa do US Open, o espanhol Pablo Andújar que aos 33 anos chegou às oitavas de final de um Grand Slam pela primeira vez na carreira ganhou 20 posições e é o 50º do mundo.