X

Ex-treinador de Federer e Sampras traça paralelo entre as duas lendas

Quarta, 04 de setembro 2019 às 18:12:53 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Tão lendários quanto Roger Federer e Pete Sampras para o tênis, foi o homem que treinou ambos — em diferentes momentos — durante muitos anos, o norte-americano Paul Annacone. Recentemente, o treinador traçou um paralelo entre os dois tenistas.



“Sempre disse, Sampras foi um atleta e uma pessoa muito especial. Tinha a intenção de ser um dos melhores e teve muita concentração e capacidade de compreender todas as áreas de seu jogo, fazendo a preparação correta para alcançar o objetivo. Era um tenista que aceitava o que não podia controlar e não permitia que as coisas que não eram importantes o afetassem. Entendeu como manejar tudo ao seu entorno, aceitando sempre a vitória e a derrota muito bem. Não permitia que a emoção nublasse sua avaliação e isso ajudou que mantivesse seu máximo nível durante tanto tempo no circuito profissional”.

“Muitos sempre os compararam, mas Roger e Pete são pessoas bastante diferente e similares ao mesmo tempo. Para Roger ainda resta bastante tempo em sua carreira esportiva, pois ele tem desejo de seguir adiante, apesar de ter 38 anos. Pete, nos últimos anos de sua carreira, estava relaxando demais. Eles têm diferentes formas de operar, mas ambas são efetivas em seu próprio mundo. Ambos tiveram uma grande perspectiva do jogo e foram seguros de si mesmos como pessoas e atletas: grande foco, imenso talento e claridade nos objetivos. Pete entendeu, e Roger ainda entende, seus corpos e isso os ajudou a obter seu máximo nível tenístico. Pete tinha uma maneira fabulosa de se concentrar, e a utilizou ao final de sua carreira para vencer o US Open após quase 25 meses sem títulos. Foi algo único neste esporte”.

“Roger, todavia, encontra felicidade sempre que entra em quadra e começa a bater na bola. Também a tem quando vai para a academia ou quando viaja meio mundo para desfrutar do tênis. É difícil imaginar que, aos 38 anos, essa rotina siga sendo divertida, mas para ele é. Simplesmente, ele ama jogar tênis”, pontuou o norte-americano.