X

Nadal não acredita que quadras cobertas sejam essenciais nos Masters 1000

Quarta, 07 de agosto 2019 às 19:46:09 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Em sua estreia no Masters 1000 de Montreal o espanhol Rafael Nadal precisou enfrentar mais dificuldades que as impostas por seu adversário, foram três interrupções pela chuva e quase cinco horas entre idas e vindas em quadra.



“Todas as partidas aqui são difíceis, estamos falando de um Masters 1000, todos os jogadores são desafiadores em um torneio como esse. Dan (Evans) é um tenista que combina muito bem o jogo agressivo nas duas áreas, é capaz de ler muito bem o jogo, tem uma ótima técnica e uma ótima tática. Foi uma vitória importante para mim. O primeiro set foi difícil, logo no segundo pude aproveitar no início, embora tenha sido quebrado novamente. Foi vital devolver a quebra logo em seguida”, analisou.

“Tenho muita experiência em quadras duras, joguei muitas vezes nesse piso ao longo da minha carreira. Não é fácil começar a partida com uma quebra atrás. Não é a melhor maneira de começar um torneio, mas encontrei uma forma de me recuperar. Sobreviver à uma primeira rodada é importante, sobreviver a um jogador que venceu três partidas antes da de hoje, é mais ainda. Foi um bom desafio e fico feliz que pude superá-lo”.

“Esse foi só o primeiro dia, sempre é difícil voltar a jogar depois de tanto tempo. Depois de Wimbledon, a mente sempre cai um pouco de rendimento após uma longa temporada de saibro seguida da temporada de grama. Ao final de Wimbledon, é como se o corpo pedisse para baixar um pouco a tensão, pois precisa se recuperar. Hoje o principal era vencer. Sei que as vitórias virão lentamente, venho treinando bem esses dias, mas agora é o momento de competir. Hoje competi suficientemente bem para vencer, amanhã será outro desafio. Vencendo partidas as sensações em quadra melhoram”, desabafou.

Por fim, o espanhol falou da necessidade de quadras cobertas nos torneios do circuito. “Sinceramente, os Grand Slams são geniais, pois estão fazendo tudo de melhor para os fãs. Aqui nos Masters 1000, honestamente, se existe o teto é melhor, mas não creio que seja algo totalmente necessário. Se você o tem, usa, se não tem, creio que o torneio possa ser igualmente bom”.