X

Tomic rebate diretor disciplinar dos Slams: 'Me importo com o que é justo'

Segunda, 22 de julho 2019 às 15:39:57 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O jornal árabe The National, trouxe à tona a decisão da comissão disciplinar dos Grand Slams sobre a opção do australiano Bernard Tomic recorrer da multa que recebeu por falta de postura desportiva em partida da primeira rodada de Wimbledon.



Tomic, que foi derrotado na primeira rodada de Wimbledon pelo francês Jo-Wilfried Tsonga, foi multado em 25% da premiação recebida pela primeira rodada porque a comissão disciplinar de Wimbledon. Em vista da decisão, o australiano recorreu e deu ao The National a carta que recebeu com a recusa de seu recurso.

"Revisitando seu histórico de má conduta em Grand Slams, não importa que lugar, fornece poucas justificativa para a revisão", escreveu o diretor da comissão disciplinar dos Grand Slams, Bill Babcock.

"No seu caso, Bernard, estou certo que você concordaria que não há em seu histórico qualquer evidência que apoie a teoria que você pode modificar seu comportamento", seguiu Babdock. "a verdade é que estou um pouco cético a respeito de que você pode modificar seu comportamento nos Grand Slams. Muitos outros, sem dúvida alguma, seriam ainda mais céticos", completou.

"Boa sorte! E espero ser surpreendido no futuro com sua mudança bem sucedida", finalizou.

Ao jornal, Tomic disse que vai seguir protestando e recorrendo da decisão porque a acha injusta. "Eu não me importo com os 25%. Eu me importo com a coisa correta para os tenistas no futuro", declarou o australiano, que no pedido de revisão da punição disse estar trabalhando para promover sua mudança de comportamento.