X

Nadal minimiza grama mais lenta de Wimbledon: 'Mesma há 15 anos'

Sábado, 06 de julho 2019 às 16:20:58 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Após vencer o francês Jo-Wilfried Tsonga e se garantir na oitavas de final de Wimbledon, o espanhol Rafael Nadal conversou com os jornalistas e fez uma análise completa da partida, destacando os pontos fortes que tem desenvolvido no torneio.



"Eu joguei uma partida sólida. Joguei um tênis de qualidade. Sinceramente, me senti muito confortável. Eu acho que no segundo set eu joguei um pouco melhor do que no primeiro. Hoje joguei melhor que na segunda rodada", analisou a própria performance o espanhol. 

"É importante que, depois de uma chave dura, eu consiga encontrar uma maneira de estar na segunda semana. Isso me dá alguns sentimentos positivos. Amanhã tenho mais um dia de folga para treinar. Hoje não foi um grande desafio físico, então amanhã é um dia para continuar trabalhando um pouco mais em algumas coisas específicas. Em termos gerais, foi uma vitória surpreendente e positiva", seguiu sua análise.

Rafa ainda pontuou que tem sacado bem, tanto que sequer enfrentou um breakpoint na partida de hoje e ainda destacou como tem jogado bem tanto com forehand quanto com backhand desde a linha de base.

Ao jornal espanhol El País, Nadal comentou as críticas que alguns jogadores como Roger Federer fizeram às condições do torneio supostamente mais lentas. Para o campeão de 2008 e 2010 a situação é a mesma do que em 15 anos.

"Escutei as pessoas falarem que está muito lenta. Levo vindo aqui 15 anos e sempre escuto o mesmo. As sensações dos jogadores nem sempre são as mesmas, se um tenista está jogando bem, sente tudo perfeito e se não, sente que está muito lenta porque não encontra o ritmo. Para mim, honestamente e superfície é a mesma de sempre, não vejo uma diferença. É certo que as bolas são mais pesadas aqui que em outro torneio, isso sim. Isso faz que o jogo seja um pouco mais lento, não a superfície. Quando jogamos na grama as bolas agarram umidade, mas faz parte do jogo. Para mim desde 2003 que venho aqui é a mesma coisa".