X

Azarenka reclama da diferença de tratamento para mulheres nos Grand Slams

Sábado, 06 de julho 2019 às 07:55:39 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

A ex-número 1 do mundo e atual 40ª, a bielorrussa Victoria Azarenka, conversou com os jornalistas em Wimbledon após ser derrotada pela romena Simona Halep, sétima, na terceira rodada e foi convidada a opinar sobre a programação dos Grand Slams.



A questão da equidade entre masculino e feminino entrou em pauta no último Roland Garros, em que as partidas femininas de semifinal foram realizadas em quadras menores. Em razão disso, Azarenka foi questionada se a programação de jogos do feminino em torneios deste nível têm igualdade como ocorre com o pagamento por rodada jogada que é exatamente igual em todas as rodadas de disputa.

"Bom, (a inequidade) é muito clara. Não é apenas em Roland Garros. Eu acho que os Grand Slams têm sido mais iguais em termos de programação de jogos, o que não foi o caso do Aberto da França este ano, o que é inaceitável", iniciou sua fala.

"No resto da programação, há uma grande desigualdade, nos horários. Isso tem de ser consertado", cobrou a bielorrussa.

"As mulheres devem ter a mesma programação, os mesmos horários. Este é uma das principais questões que vão lutar pela igualdade. Tem sido uma luta grande pela equidade e premiação. Este é nosso próximo passo, claramente", finalizou.